8 de mar de 2009

Grito Rock Abala Noite Sinopense

Por: Cíntia Michelli

Aconteceu na noite deste sábado (07) às 21hs a tão esperada 2° edição do Grito Rock em Sinop, fomentando cada vez mai o fortalecimento e a cadeia produtividade de músicas brasileira, estreitada a rede de contatos do Circuito Fora do Eixo não só no município como em todo o país e até mesmo no mundo, difundindo a cultura urbana baseada na arte independente.

O maior evento da América Latina foi aberto com a apresentação do grupo de dança Swingue Mania da cidade de Sinop com carisma e desenvoltura o tão conhecido Axé, apresentado pelos alunos da Cia de Dança Swingue Mania, logo em seguida os B’boys invadiram o palco apresentando a performance da dança de breaking mostrando uma mistura de vários estilos o grupo Expressão Suburbana c.o mostra que o rap é uma união do ritmo com a poesia, mostrando a realidade das ruas Sinopenses e um meio dos jovens da periferia se aproximem de deus com suas letras do estilo Gangsta Gospel.

SHOW GRUPO EXPRESSÃO SUBURBANA C.O (SINOP-MT)

RODA LIVRE DE B.BOYS DE SINOP (B.BOY LAGARTIXA)


A banda Aoxin de Cuiabá, que neste ano vem realizando uma turnê no Brasil apresentando-se em todas as edições do grito rock se tornou uma das bandas mais conceituadas da região, abalando o público presente com o seu estilo hard care e prosf-harde care tirando todos fora do chão, com suas músicas de autorias própria com repercussão mundial baseadas em fatos reais e retrospectivas de fatos ocorridos no nosso dia-a-dia.

Já a banda Neuras da cidade de Sinop em sua 1° participação no Grito Rock superou as expectativas com sua mensagem de diversão e reflexão no momento social em que vivemos, logo após a banda Sangue nos Olhos levou a galera a loucura com o seu estilo rad core e metal, diferentemente da banda Menorah que levou o público a depressão músical com o seu estilo trash metal passando a mensagem de uma visão do mundo mais amplo e cheio de paz e por fim encerrando com chave de ouro o evento a banda InCrise que se apresentou em Sinop com estilo diversificado, a banda que detonou no na edição do Grito Rock em Cuiabá, abalou as estruturas do Pasinha. (SHOW DE ROCK, O QUE NÃO PODERIA FALTAR NO EVENTO)

O Coordenador da Cufa, Anderson Maciel, e organizador do evento em Sinop disse que este ano o evento superou as expectativas, “a galera foi ao delírio, com a forma diferente do hiffs das guitarras, as apresentações de artes integradas levou ao público o que Sinop tem de cultura, e ainda abrindo um elo maior de participação, sem incidentes, temos só que agradecer e já deixar aberto o convite para o evento que com certeza será realizado ano que vem, e vai vir com força total” salientou.

Esta foi a segunda edição do Grito Rock em Sinop, que trás um evolução geral de músicas e artistas, que estão se destacando em todo o Brasil. Um verdadeira torça de moeda social.

5 comentários:

Sangue nos Olhos disse...

Ae, galera de Sinop, foi foda, curtimos muito ter ido tocar e prestigiar o evento realizado. A galera daí é firmeza, agitando em todas as bandas, força total à vocês. Nós de Cuiabá os apoiamos.

Anônimo disse...

Hou, foi muito legal mesmo este evento e o mais interessante é que eu estive lá e toquei também:galera da cufa e de toda equipe e artistas regionais, vcs estão de parabéns...meu muito obrigado a todos vcs.

Atenciosamente Rafael guitarra:Filhos do ódio e Sangue nos olhos.

Anônimo disse...

porém Menorah é uma banda muito boa sim,discordo que o som levou o pessoal a depressão, pelo contrario a galera que estava curtiu pra caralho,mais quem sou eu para julgal a comissão envolvida nestas questões,críticas edificam também, este é o ponto de vista do resenhista,o meu é que a banda fez uma execução sonara bastante profissional, o baterista fez até solos etc.

Anônimo disse...

porém Menorah é uma banda muito boa sim,discordo que o som levou o pessoal a depressão, pelo contrario a galera que estava curtiu pra caralho,mais quem sou eu para julgal a comissão envolvida nestas questões,críticas edificam também, este é o ponto de vista do resenhista,o meu é que a banda fez uma execução sonara bastante profissional, o baterista fez até solos etc.

Leandro Nascimento disse...

To ligado maninho... a Banda tocou bem mesmo... Porém se ler o texto com interpretação irá entender que não julgamos a banda em ter levado o público a Depressão=delírio como ruim e sim como uma coisa boa... POr exemplo; Música de paz e amor, apenas sintetizamos que a banda é boa mesmo e que deixou o povo agitado com o som que tocou e isso mostra que vocês tem potencial... O Rock é uma forma descontraida de depressão sonora.... no mais tá ligado espero ter vocês de volta aqui em Sinop... a galera comentou muito mesmo e o show foi um sucesso... a todas as bandas paz e sucesso... continuem nesse caminho!