27 de mar de 2008

SEBAR - Seletiva Estadual de Basquete de Rua será em maio em Mato Grosso



A Central Única das Favelas (Cufa)dos municípios de Sinop e Cuiabá sediarão as 02 etapas da SEBAR – Seletiva Estadual de Basquete de Rua, cuja irá classificar as equipes masculina e feminina que representarão Mato Grosso, na única Liga de Basquete de Rua do Mundo, a LIBBRA, que será realizada nos meses de junho e julho do corrente ano no município do Rio de Janeiro – RJ.

Sinop sedia a 1ª etapa nos dias 3 e 4 de maio, a maior cidade da região Norte receberá na praça União, localizada no Bairro Jequitibás, equipes de todo Estado, que jogarão entre si, dentre elas são esperados representantes dos municípios de Cuiabá, Guarantã do Norte, Alta Floresta, Peixoto de Azevedo, Matupá, Colíder, Nova Canaã, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Vera, Feliz Natal, Marcelândia, Feliz Natal, Nova Mutum e Juara.

Já a etapa de Cuiabá, acontecerá no dia 10 de maio, na praça do Bairro Pedra 90, onde será conhecido os vencedores das categorias Feminino e Masculino,que representarão nosso Estado na Liga Brasileira de Basquete de Rua, (http://www.libbra.com.br/).

Saiba mais no http://www.sebarmt.blogspot.com/

25 de mar de 2008

Comunidades ganham voz através de pesquisa Pesquisa


encomendada pela CUFA mostra opiniões de moradores de favelas


Uma pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa Social (IBPS), a pedido da Central Única das Favelas (Cufa), montou uma verdadeira radiografia das condições de vida dos moradores das favelas cariocas.


Os entrevistados responderam a perguntas sobre moradia, educação, saúde, violência, ação policial e outras. O resultado descoberto foi a melhoria da qualidade de vida nas favelas, ainda que alguns pontos ainda deixem a desejar.


Segundo a pesquisa, quase a totalidade dos moradores afirma viver em favelas com rede elétrica (98%), água encanada (97%) e esgotamento sanitário (94%). A grande maioria informa viver em ruas asfaltadas (77%) e em casas com numeração própria (89%). Dos entrevistados, 77% dizem morar em imóveis próprios e 46% têm acesso a computador.


Outros dados também muito relevantes: 36% acham que quem vive na favela tem rendimentos iguais aos dos outros habitantes do Rio e 57%, que ganham menos. Apenas 3% acham que o morador da favela é miserável. Dos ouvidos, 42% acreditam que vivem na mesma condição social de moradores do asfalto. Outros 46% dizem viver em condição social inferior e 10% acham que vivem em péssimas condições.


18 de mar de 2008

CUFA MT toma posse no conselho gestor do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas.

Fonte: Fernanda Quevedo

Foi implantado nessa sexta-feira, 21/03 em Cuiabá, o Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas. De âmbito nacional, o projeto visa incluir temas relacionados á prevenção, abordando tópicos como sexualidade, direitos humanos, qualidade de vida e gravidez na adolescência, na educação de jovens que freqüentam a rede pública de ensino, seguindo o princípio da transversalidade entre saúde e educação.


O conselho gestor é formado por representantes da Secretaria de Estado de Saúde e Educação, além de representantes da sociedade civil organizada que refletem a articulação (ou pelo menos tentativa) entre as 03 esferas da sociedade. Entre os gestores, dois membros da CUFA MT: Fernanda Quevedo e Ronaldo Silva.


Participaram da cerimônia de posse, os Secretários de Estado da Saúde e Educação, Augustinho Moro e Ságuas de Moraes, respectivamente e o representante do MEC, Paulo Egon. Na oportunidade, o secretário Ságuas, afirmou que a educação sexual não deve ser feita apenas época do carnaval, mas durante todo o ano, principalmente para os jovens do ensino fundamental e médio.


A CUFA, que trabalha com o foco na juventude favelada no sentido de transformação das realidades por meio da cultura, participará de toda a gestão desse projeto, desde a discussão bem como a execução, por meio de oficinas dos elementos da cultura hip hop, nas escolas da periferia, seguindo a proposta da transversalidade.


A próxima reunião esta marcada para o próximo dia 19, ás 09h na sala Ana Estrela, na Secretaria de Estado de Saúde, mesmo local onde ocorreu a posse dos membros do conselho. A intervenção nas escolas esta marcada para começar no mês de abril.

14 de mar de 2008

CUFA de Sinop terá participação na Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial

No dia 09 de março do corrente ano, foi realizado nas dependências da Unemat, Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus de Sinop, sob coordenação da Central Única das Favelas de Sinop - CUFA, Movimento Negro e Grupo Matogrossense de Capoeira ACALF, a 2ª Conferência Regional de Promoção da Igualdade Racial.

Com forte participação de segmentos sociais e culturais, além de acadêmicos, professores e representantes do executivo local, a conferência teve o momento de refletir com o apoio e esclarecimentos do Presidnete do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial de Mato Grososo, Pedro Reis de Oliveira, sobre as propostas encaminhadas pelo município na ocasião da 1ª conferência, e sob esta propostas fazer levantamento do que está sendo posto em prática e criação de novas propostas.


Todos encaminhamentos serão apresentados e defendidos pelos Delegados oriundos desta conferência durante a Conferência Estadual a ser realizada nos dias 19 e 20 de abril, dos delegados 08 pessoas foram eleitas e a comissão organizadora teve 1 delegado de cada instituição considerados delegados natos, sendo estes: Anderson Maciel (CUFA), Renata Pereira (ACALF) e Joangela Moura (Movimento Negro), totalizando 11 representantes de Sinop.


Durante todo o mês de março e até os dias que antecedem a Conferência Estadual, Conferencias Regionais e Municipais estarão se realizando por todo o Estado de Mato Grosso.

8 de mar de 2008

Coordenador da CUFA Sinop é entrevistado no Programa HIP HOP FORA DO EIXO

Fonte: http://www.hiphopforadoeixomt.blogspot.com/


No dia 03/03/2008, o programa de rádio Hip Hop Fora do Eixo, que vai ao ar todos os domingos as 16:00 horas, na 105.09 Rádio Comunitária CPA FM, e on-line no http://www.radiocpafm.og/, tivemos a presença Anderson Maciel, coordenador da CUFA de Sinop situado na região norte de Mato Grosso.


Anderson falou um pouco dos projetos da CUFA para a região, mas o assunto principal foi Conferência Juventude etapa estadual, deu sua opinião sobre a importância da participação de jovens no processo de formação de políticas publicas, que eventos como esse é essencial para a formação de uma sociedade consciência dos seus direitos e deveres.


O coordenador foi uns dos 22 delegados eleitos, junto com Paulo (linha dura) de Cuiabá e Wesley Brito de Barra do Garça, ambos da Central Única das Favelas. Agora o próximo passo é dialogar com os demais delegados eleitos e formular proposta que atenda a população jovem do estado, principalmente das periferias.

3 de mar de 2008

CUFA elege 3 representantes para Conferência Nacional da Juventude

A CUFA - Central Única das Favelas de Mato Grosso disponibilizou de uma participação expressiva na 1º Conferência Estadual da Juventude, elegendo 3 representantes para comporem o quadro de Delegados de Mato Grosso na etapa nacional da Conferência da Juventude, dispondo assim de representantes das principais regiões do Estado, sendo eles: Linha Dura de Cuiabá (Micro-região Cuiabá), Wesley Brito de Barra do Garças (região sul) e Anderson Maciel de Sinop (Norte).

A Conferência foi realizada durante os dias 28 e 29 de fevereiro, no Ginásio Aecim Tocantins - Cuiabá, onde 700 jovens de todo o Estado de Mato Grosso, eleitos entre os meses de outubro a dezembro do ano passado, em 18 etapas regionais que movimentaram mais de 10 mil jovens em 100 municípios e todos os Jovens participaram de debates e elegendo 21 desafios e propostas mato-grossenses, que envolve assuntos relacionados a família, educação, cidades e territórios, trabalho, cultura, tempo livre, drogas, meio ambiente, sexualidade, diversidade, participação política, mídia e liberdades democráticas.

Foram escolhidos ainda 25 delegados para representar o Estado no período de 27 a 30 de abril em Brasília, onde acontece a etapa Nacional da conferência. O encontro fortalece a propagação e potencialização do protagonismo juvenil e valoriza o jovem na sociedade, dispondo alternativas e espaço para propor os desafios que ele encara como prioritários para o país, mas também sugere maneiras de solucioná-los.