28 de dez de 2008

FÉ MOVE CRIANÇA FELIZ

Integrada ainda a programação do Criança Feliz, na noite de terça-feira, 23/12, a CUFA participou do culto de natal da capela Santo Expedito, local onde foi realizado toda programação do Criança Feliz.

Durante o culto, varias canções, orações e teatro encenando a vinda de cristo a terra, movimentaram os fieis da comunidade das casas populares do Parque das Araras, cabe aqui ressaltar a participação maciça da comunidade, havendo participação de todas faixas etária de idade no teatro e no culto em si.

O fiel Nilson, qual deu norte a todo o culto, parabenizou em publico a CUFA pela importante ação realizada as crianças da comunidade em parceria com a coordenação da capela, parabenizou o Rapper Renegado que mesmo com toda visibilidade artística e com os importantes prêmios conquistados na carreira não dispensa de toda humildade e caráter com a população e provocou ainda com a apresentação do teatro a formação de um núcleo de artes cênicas da CUFA na comunidade.

27 de dez de 2008

BRINQUEDOS ENTREGUES PELA CUFA GARANTE NATAL FELIZ PARA DIVERSAS CRIANÇAS.

A Cufa Sinop que há um mês veio trabalhando na campanha de arrecadação de brinquedos para distribuição na comunidade, agregou diversos parceiros que realizaram suas doações, assim contribuindo para um natal feliz para 350 crianças, onde por palavras dos próprios pais e mães das crianças assistidas, não teriam o direito a um presente de natal.


Após muitas brincadeiras, dança, musica, corre - corre, gritos e agito, chegou a tão esperada hora da distribuição de brinquedos. Jogos de botão, dama, pega palito, bonecas, pula corda, carrinhos e muito mais fez com que a população infantil nos doa-se seus emocionantes sorrisos em seus lindos rostos, tal feito não tem preço e sem quaisquer duvida é o combustível para que as ações da Cufa em prol das comunidades populares venham a pratica periodicamente.


1º TORNEIO PAÇOCA DE FUTEBOL DE RUA É REALIZADO EM SINOP

10 equipes compostas por 3 crianças cada, participaram do 1º Torneio Paçoca de Futebol de Rua, a competição que também compôs a programação do Criança Feliz, fez com que as crianças vibrassem a cada jogada praticada pelos jovens talentos das casas populares do Parque das Araras.

Os Favelados dispuseram de uma ótima atuação, mas acabaram ficando com o 3º lugar, a equipe do Chelsea contou com a sorte e levou a 2ª colocação, já os Leitões que iniciaram bem a competição e conseguiram segurar a onda até o final, conquistaram as Paçoquinhas, premiação esta que originou o nome do campeonato.






GINCANA SÓCIO-CULTURAIS AGITAM A PROGRAMAÇÃO DO CRIANÇA FELIZ

Por: Cintia Michelli
A tarde do dia 23 de dezembro foi agitada com a participação de cerca de 350 crianças, divididas em 4 equipes, nas brincadeiras da Gincana do Criança Feliz, produzido pela CUFA de Sinop.


O evento que faz parte das festividades de Natal, proporcionada pela Cufa Sinop tem como principal intuito unir a população em uma grande confraternização comunitária, a gincana já faz parte da programação desde a primeira edição e é uma forma de levantar por meio da cultura a importância da diversão, lazer e responsabilidade social nas comunidades populares.

RENEGADO FAZ SHOW EM PROL DAS CRIANÇAS E CONQUISTA TODAS AS IDADES.

Por: Cíntia Michelli
Nesta terça-feira (23/12) o Rapper mineiro RENEGADO, durante a realização da 3ª edição do programa Criança Feliz, realizou fantástico show na comunidade das casas populares do Parque das Araras, local este que concentra grande número famílias com baixa rende financeira.


Com repertorio de seu ultimo cd, De Oiapoque a Nova York, Renegado contagiou todos os presentes que chegava ao numero de aproximadamente 500 moradores, fazendo com que todo o publico, das mais novas crianças aos mais experientes adultos entrassem no gingado de suas musicas.
Destaque ainda para o DJ Spyder que com uma espetacular performance no comando dos toca discos, fez com que a galera agita-se junto as batidas que perdurou do inicio ao fim do evento.

B.BOYS E B.GIRLS DE SINOP AGITARAM CUIABÁ E FIZERAM Á FESTA DO HIP-HOP CENTRO OESTE

Por Cíntia Michelli
Dançarinos de Sinop que até então foram no intuito de somente participar da 1º Batalha Consciência Hip-Hop 2008 realizado nos dias 20 e 21 de Dezembro com premiação para artistas do Centro Oeste, shows e seminário. O Festival teve como umas das principais atrações a batalha de break há nível nacional que contou com representantes de mais 6 estados e jurados de São Paulo, Brasília além dos mato-grossense DuBreak de Barra do Garças e Ribamar de Cuiabá.

A competição que obteve repercussão nacional e foi umas das mais importantes atrações do festival. Sinop que foi representado por 13 dançarinos, que por sua vez trouxeram para a cidade duas premiações, sendo elas; a de 3º lugar na categoria 2vs2 com os b.boys Juninho e Pedro Scalabrin e na categoria melhor fultwork quem levou o quem se sobre saiu foi o b.boy Largatixa, este que já representou Sinop no Sul americano de Fultwork, trazendo para Mato Grosso o titulo da Boot no inicio deste ano corrente.


O break, elemento da cultura hip-hop, traz hoje para Sinop muito orgulho em de forma positiva levar o nome do município a destaques nacionais. Iniciei todo meu aprendizado nas oficinas da Cufa em Sinop e sinto-me honrado por vencer todos obstáculos ainda existentes e conseguir em 2008 por 2 vezes trazer importantes prêmios para Sinop, tornando-a referencia na categoria em todo nosso País.

24 de dez de 2008

A Batalha do Consciência Hip Hop

Por: Cíntia Michelli
Era uma hora da tarde cuiabana quando os b-boys e b-girls começaram a esquentar seus corpos no Clube Feminino. A essa altura contabilizavam cerca de 100 garotos e garotas do interior do estado e de estados vizinhos - como Rondônia - numa mistura de alongamento e disputa para ver quem se sujava mais enquanto o tapete de linóleo não estava pronto.



Pra quem não sabe, o break dance é um dos braços da cultura hip hop reconhecido mundialmente através do moonwalking do astro pop Michael Jackson. O rapaz, nos idos anos oitenta, ajudou a tornar popular essa cultura negra e de periferia que entrava em ebulição na época. Hoje, e no que pôde ser visto pelos salões do Clube Feminino, o break assume ares mais efusivos e rebeldes do que os de então, com direito a influências da nossa capoeira brasileira. Mas o gosto pela disputa, própria dos campeonatos da arte, continua presente nos moves e nas saudáveis provocações dos b-boys que se apresentavam, tentando deixar claro quem eram os donos da arena.


E foi exatamente com essa vibração que os dois dias da competição Batalha Hip Hop, do Festival Consciência Hip Hop em Cuiabá, aconteceram. Dividido em duas etapas de três modalidades – b-boys, b-girls e footwork – a Batalha contou com nomes de peso no júri, DJ’s nacionais e prêmios de até mil reais para os ganhadores.


Conheça os ganhadores de cada modalidade


Modalidade 2x2 Oficial


1º - Puca e José - JCD Crew (Alto Garças-MT) – R$ 1.000,00


2º - Revolução Urbana (Porto Velho-RO) – R$ 700,00


3º - SNP Crew (Sinop-MT) – R$ 400,00


B-girl


1º - Pâmela (Barra do Garças-MT) – R$ 250,00


2º - Nayara (Barra do Garças-MT) – R$ 150,00


3º - Daniela (Barra do Garças-MT) – R$ 50,00


Footwork


Lagartixa (Sinop-MT) – R$ 200,00
_______

Rafael (lagartixa) B.Boy vencedor da modadlidade de Footwork, integrante da CUFA de Sinop-MT, guerreiro que ama a dança de paixão, teve uma ótima performace mostrantando todo o seu potencial, garra e força de vontade .

Footwork-Braço fundamental da cultura hip-hop, o breakdance é uma dança oriunda das ruas que possui quatro fundamentos básicos: toprock, downrock, freeze e power moves. Não entendeu nada né? Toprock é o nome dado para a dancinha que normalmente inicia a apresentação de um b-boy, o dançarino de breakdance, quando ele entra em pé na “arena” mexendo rapidamente os pés. Já downrock refere-se aos movimentos realizados na horizontal em contato com o solo. Freeze são às paradinhas que pontuam a apresentação, nas quais equilíbrio é a premissa básica. E para terminar, power moves são as acrobacias, tanto no solo quanto no ar, que exigem maior técnica, normalmente são o clímax de uma performance.

19 de dez de 2008

É AMANHÃ! TUDO PRONTO PARA A MAIOR CELEBRAÇÃO DO HIP HOP NO CERRADO

Festival Consciência Hip Hop começa a amanhã, e convidados já começam a chegar em Cuiabá.

A quarta edição do Festival Consciência Hip Hop – Movimentos do Cerrado, começa a amanhã com programação extensa e diversificada. São seminários, competições e mais dois palcos para shows.. A maior celebração do Hip Hop do Centro Oeste, reunirá rappers, dançarinos e produtores culturais de todos os estados da Região Centro Oeste, além de artistas do Matanhão, Acre, São Paulo, Bolívia e Paraguai.

Já aconteceram quatro prévias do Festival no interior do estado: Uma em Aragarças, outra em Barra do Garças, e a última, em Sinop, no dia 15 de Novembro. A ultima foi no município de Juara, onde palestras, shows e oficinas e a inauguração oficial a Cufa no município.

CONSCIÊNCIA SEMINARIO

Comunicação Alternativa, Fórum Brasileiro de Break, Mercado, Formação de platéia e Gestão auto-sustentável são temas que nortearão o Consciência Seminário. As discussões acontecem a partir das 9:00 horas, no Museu da Imagem e do Som, e se estendem até o domingo. O Fórum Brasileiro de Break acontece no Auditório do Colégio Nilo Povoas. Veja a programação completa aqui.

BATALHA CONSCIENCIA HIP HOP

Logo mais à tarde, as 14:00, a programação segue com Batalha Consciência Hip Hop. São esperados cerca de 190 dançarinos e B.boys de Rondônia, Alto Garças, Barra do Garças e Sinop já estão em Cuiabá, para concorrer o prêmio de R$ 1000,0 além de troféus e certificados. Outros dançarinos de Brasília, São Paulo e Goiás também já estão a caminho. Amanhã acontecerão as eliminatórias e no Domingo a grande final, no Clube Feminino. B.boys e B.girls também aproveitam o momento para articular o Fórum Brasileiro de Break, cuja principal demanda é circulação dos grupos de dança.

PREMIO CONSCIENCIA HIP HOP

A partir das 19:00 horas, se inicia Prêmio Consciência Hip Hop, e Negga Gizza, uma das fundadoras da Cufa, fará a apresentação e entrega dos prêmios, junto com grandes personalidades cuiabanas como o Secretario de Cultura Mario Olimpio, o comediante Justino Astrevo, o artista plástico Aleixo Cortez, entre outros. O rapper, Gog de Brasília, será o grande homenageado da noite. Serão dez categorias no Prêmio Consciência Hip Hop, onde um júri especializado fez as indicações, mas o público decidirá quem são os melhores, por meio da votação, no site www.conscienciahiphop.org.br

TRANSMISSÃO AO VIVO

Em parceria com o Circuito Fora do Eixo, o Festival será transmitido ao vivo pela Web Rádio Fora do Eixo. O modelo de transmissão já vem sendo utilizado em grandes festivais de artes integradas do país, como o Festival Calango, o Festival Jambolada (MG), Festival de Cururu e Siriri, entre outros. A curadoria será feita pelas Mídias Integradas Cuiabanas (www.mic.foradoeixo.org.br) e a transmissão ao vivo poderá ser conferida no site do Festival.

CONSCIENCIA RAP

Dois palcos serão montados para apresentação dos grupos de rap, onde acontecem os shows e as batalhas de Mc's. Confira a programação:

Sábado – 20/11

Espaço Invasão Hip Hop (subsolo)
Lembrança de Rua – (CBA-MT) 17:00h
Controvérsia - (CBA-MT) 17:25h
Gigante – (GO) 18:20h
Dj Taba– (CBA-MT) 18:45h

Palco Alternativo

Prêmio Consciência Hip Hop – 19:00h
Discotecagem: Dj Gil (MS) e Dj Alan Def (DF)
Aliadas Periféricas (MS) – 20:30h - www.myspace.com/aliadasperifericas
Batalha de MC's 21:00h
A Tropa (GO) 21:10h www.myspace.com/atropah2
Batalha de MC'S 21:40h
Demonstrô (ROO-MT) 21:50h demonstro.musicblog.com.br
Batalha de MC'S 22:20h
Carlos Medrado (MT) 22:30h www.myspcae.com/carlosmedrado
Batalha de MC'S 23:00h
Dyskreto (GO) 23:10h www.myspace.com/dyskreto
Batalha de MC'S 23:40h
Cezza (CBA - MT) 23:50h www.myspace.com/nacondicao
Batalha de MC'S 00:10h
Gog (DF) 00:20h www.gograpnacional.com.br
Domingo – 21/12
Espaço Invasão Hip Hop (subsolo)
Mano Careca (CBÁ-MT) - 17:00 h
Minutos Terriveis (CBÁ-MT) - 17:25 h
Altos e Baixos (CBÁ-MT) - 17:50 h
Soker (BA) - 18:15 h
Rei Rapper (CBÀ-MT) - 18:40 h
Erick Flow (GO) - 19:00 h
Palco Alternativo
Discotecagens DJ's - Gil (MS) - Daniscley (MT)
Def Mc´s (DF) 19:00h www.myspace.com/defmcs
Batalha de Mc"s 19:30h
Linha Dura (MT) 19:40h www.myspace.com/linhadura
Batalha de MC's 20:10h
Gasper (GO) 20:20h www.myspace.com/gasperl2
Batalha de MC's 21:00h
Renegado (BH) 21:10h www.arebeldia.com.br
Final da Batalha de MC"s 21:40 h
Viela 17 (DF) 21:50h www.myspace.com/viela17

SERVIÇO

Festival Consciência Hip HopDe 20 a 21 de Dezembro, no Clube Feminino (Secretaria Municipal de Cultura)

Ingressos a R$ 5,00.

Mais informações (65) 3028-1114

18 de dez de 2008

Consciência Hip Hop: Caminhando a passos largos:

Pablo Capilé, Secretarias de Estado e Município de Cultura
tecem comentários sobre o Festival Consciência Hip Hop 2008.

O Festival Consciência Hip Hop chega em sua quarta edição e consolida-se como um dos grandes festivais do segmento. De forma substancial, vêm contribuindo no fomento da Cultura Hip Hop da Região Centro oeste, e, por conseguinte, em todas as outras regiões do país. Consolidação da cena Hip Hop e estímulo da cadeia produtiva tem sido os grandes objetivos. Veja o que o produtor cultural Pablo Capilé e os secretários de Estado e Município, respectivamente, disseram sobre o Festival Consciência Hip Hop:

Pablo Capilé – Instituto Cultural Espaço Cubo (MT) e Circuito Fora do Eixo


O Festival é o topo da cadeia produtiva do Hip Hop em nosso Estado, e conseqüentemente auxilia na circulação, distribuição e consumo de artistas e agentes culturais envolvidos com essa linguagem. Rappers, Grafiteiros, bboys, djs entre outros tem no Consciência Hip Hop uma grande vitrine para apresentação de seus trabalhos.

Sem falar na geração de emprego e renda, da mídia espontânea gerada, da conexão com outros segmentos, da difusão da cena local pra todo país etc etc etc. A Cufa é hoje a entidade que mais se vasculariza em todo Estado, mostrando musculatura e caminhando a passos largos para sua total sustentabilidade, e tudo isso, é de certa forma, reflexo desse grandioso Festival.

Paulo Pitaluga – Secretário de Estado de Cultura de Mato Grosso


A Cultura Hip Hop mobiliza a juventude das "favelas e do asfalto", conscientiza e propõe intervenções sociais através da cultura e da arte.É um movimento que ouve, propõe e possui como elementos de ação as artes plásticas -Graffiti, Dança – Break, Musica – Rap e o Dj além de outras expressões. Propõe mobilizar outras bandeiras sociais dialogando para a construção da identidade de jovens que muitas vezes são "invisíveis" às próprias políticas públicas.
O Governo do Estado de Mato Grosso através da Secretaria de Estado de Cultura é parceira da CUFA e acredita que o Festival Consciência Hip Hop é uma grande vitrine para melhor divulgar a Cultura Mato-grossense.

Mario Olímpio – Secretário Municipal de Cultura de Mato Grosso. Na foto com o ex Ministro Gilberto Gil


O Festival Consciência Hip Hop começa a se firmar na cena cultural Mato-grossense com um DNA radical e honesto. As pessoas que vivem e transformam a realidade com a força e a determinação que só os visionários têm. Equilíbrio social, respeito, interação podem ser alcançadas, por meio de um fazer artístico, que estimula a criatividade, que abre a cabeça. De repente, a Favela vira o centro da coisa toda, e a cidade descobre suas diferenças e desafios. Viva a Consciência, Viva o Hip Hop.
Secretário Paulo Pitaluga, Pablo Capilé e Linha Dura em reunião na sede do Espaço Cubo




Favela Comunicação CUFA MT

Consciência Hip Hop anuncia a programação de Seminário

Por: Fernanda Quevedo

Consciência Seminário discute Comunicação Alternativa, Gestão auto-sustentável e formação de público para o Hip Hop. B.Boys e B.girl aproveitam o momento de encontro e articulam Fórum Brasileiro de Break

Com vistas a estabelecer o diálogo propositivo entre os envolvidos na linguagem Hip Hop, bem como fortalecer a cadeia produtiva do segmento, o Festival Consciência Hip Hop traz em sua programação o Consciência Seminário, que será realizado nos dias 20 e 21 de Dezembro. Parte do semanário acontecerá no Museu da Imagem e do Som - MISC, e outra no Auditório da Escola Estadual Nilo Povoas. Já a programação artística do Festival, acontecerá no Clube Feminino.

O Seminário será aberto com a mesa "Comunicação Alternativa Hip Hop Fora do Eixo". Fortalecimento dos veículos independentes do Hip Hop, e a formação de novos quadros bem como a aproximação do público na produção da comunicação serão pautas no debate, e que também estão em questão no Circuito Fora do Eixo. A Jornalista Marielle Ramires, responsável pela comunicação do Instituto Cultural Espaço Cubo (MT), e da Associação Brasileira de Festivais Independentes, a Abrafin, incentivará o debate ao lado da jornalista Jaqueline Fernandes, da Griô Produções, uma produtora social de Brasília. Griô tem seu casting, bandas como Ataque Beliz, Gilbertos Come Bacon e também a rapper indicada ao Prêmio de Revelação do Ano, Vera Verônika.

"Mercado Cultural e Militância no RAP: negócios e oportunidades (gestão auto-sustentável)", é o tema da mesa de debate que acontecerá logo mais a tarde. Nela, estarão Wander Pavão, do Coletivo Aquilombando e o rapper homenageado do Prêmio, Gog. Ambos são rappers e militantes no Movimento Hip Hop em Brasília. O primeiro completou em 2008, vinte e cinco anos de carreira e de militância e está em plena atividade, desenvolvendo projetos sociais e artísticos. Não menos experiente Pavão é atuante na cultura Hip Hop e um dos artistas que colaboram substancialmente no fomento da rede de trabalhos Hip Hop Fora do Eixo.

Já no domingo, acontecerá a Plenária de Organização de B.Boys (Articulação do Fórum Brasileiro de Break). B.boys e B. Girls de 9 municípios de Mato Grosso, e mais de outros estados como Acre, Maranhão, São Paulo, Brasília e Goiás se reúnem em uma articulação na qual a circulação de grupos de dança é a principal demanda a ser debatida e solucionada. Wesley Brito da CTK Crew de Barra do Garças é convidado da mesa que será mediada por Carlos Medrado, Ambos fazem parte da Cufa em Mato Grosso.
Encerrando o ciclo de debates do Consciência Seminário, Pablo Capilé, do Espaço Cubo e um dos idealizadores do Circuito Fora do Eixo, é o convidado da mesa "Formação de Platéias no Hip Hop". O produtor fará um panorama do Circuito Fora do Eixo e ainda sobre o processo formação de platéias no Rock independentes.

Encerrando o ciclo de debates do Consciência Seminário, Pablo Capilé, do Espaço Cubo e um dos idealizadores do Circuito Fora do Eixo, é o convidado da mesa "Formação de Platéias no Hip Hop". O produtor fará um panorama do Circuito Fora do Eixo e ainda sobre o processo formação de platéias no Rock independentes.

Programação:

20 de dezembro - sábado

9h – Comunicação Alternativa Hip-Hop Fora do Eixo
Mediadora: Fernanda Quevedo - CUFA
Local: MISC

14h – Mercado Cultural e Militância no RAP: negócios e oportunidades (gestão auto sustentável)
Mediador: Linha Dura – CUFA – Hip Hop Fora do Eixo
Local: MISC

21 de dezembro - domingo

9h – Plenária de Organização de B.Boys (Articulação do Fórum Brasileiro de Break)
Mediador: Carlos Medrado (Dentinho) CUFA
Local: Auditório Colégio Nilo Povoas

14h – Formação de Platéias no Hip Hop
Mediador: Linha Dura – CUFA – Hip Hop Fora do Eixo
Local: MISC

SERVIÇO

O que: Consciência Hip Hop Seminário
Onde: MISC e Auditório Colégio Nilo Povoas
Quando: 20 e 21 de Dezembro
Entrada Gratuita
Mais informações 3028-1114 e 3023-1794

17 de dez de 2008

Rapper Renegado é principal atração da 3ª edição do Natal Criança Feliz

Por: Cíntia Michelli Costa
A 3° edição do Natal Criança Feliz será realizada na próxima terça-feira, dia 23 de dezembro, nas casas populares do Parque das Araras, organizada pela CUFA-Central Única das Favelas de Sinop - MT.
O evento terá inicio as 16:00 horas, tendo como objetivo a entrega de brinquedos e realizações de gincanas sócio educativas, o evento contará também com apresentações artísticas e culturais do município como o Rapper Relatúz e o Grupo Expressão Suburbana, rodas livres de Break e Capoeira, destaque para o rapper Renegado vencedor do prêmio Hutuz 2008, maior festival de hip hop da América Latina. O rapper mineiro foi destacado nas categorias revelação (dividindo o prêmio com o grupo A286, de São Paulo) e melhor site, em cerimônia que também premiou veteranos como GOG, de Brasília, em videoclipe, e Realidade Cruel, de São Paulo, por melhor álbum e grupo do ano.

Flávio de Abreu conhecido como Renegado, nascido e criado na comunidade Alto Vera Cruz, na cidade de Belo Horizonte, começou a cantar em 1995, aos 13 anos de idade, onde ao mesmo tempo deu início à sua atuação em movimentos sociais, e através de muita luta, dedicação e competência, participou de alguns grupos de rap resultando em vários shows e execuções em rádios, ganhando assim visibilidade e espaço e conquistando reconhecimento nacionalmente.

Atualmente com 26 anos de idade, segue a carreira solo onde compôs um disco, que acabou se tornando o álbum “Do Oiapoque a Nova York” , em sua carreira solo Renegado investe na incorporação de outras referências musicais como ragga, música cubana e samba, além de outras influências da cultura típica brasileira e de tradições regionais, sem, abandonar características do tradicional rap norte-americano e a temática social do rap brasileiro. O suíngue consciente define o trabalho do artista se tornando mais promissor a nova geração da música nacional, esbanjando a identidade artística que vem de casa, das ruas, do morro, das grandes cidades e do mundo.



Os interessados em realizarem suas doações a cufa esta com os seguintes pontos de arrecadação:

1. CUFA - Avenida Jequitibás, s/n° anexo a Praça União;

2. CASA BRASIL, anexo a UNEMAT - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Cintia Michelli, responsavel pela produção do Criança Feliz 2008, ressalta que o evento é aberto a todo o público e que os brinquedos arrecadado serao distribuidos em forma de senhas a crianças ja mapeadas pela Central.

16 de dez de 2008

CUFA terá representante na proxima gestao do conselho Estadual de Cultura

Por: Cíntia M. Costa

Anderson Maciel Ciriaco, 22 anos, coordenador da CUFA - Central Únicas das Favelas, rapper, produtor cultural, envolvido na realizações de ações sócio-culturais, esportivas e educacionais, favorecendo o atendimento dos sinopenses oriundos das comunidades populares locais, com objetivo de tornar cada criança, jovem e adulto, verdadeiros protagonistas das suas próprias histórias, excluindo assim o papel de coadjuvante, foi eleito Conselheiro Suplente, na chapa única eleita, onde um dos pontos principais na carta de princípios elaborada e assinada durante a eleição, é a política de rodízio entre os conselheiros titulares e suplentes, fazendo com que tenhamos 14 Conselheiros Titurales atuando por elaboração e dinamização de políticas publicas culturais para o Estado de Mato Grosso.

Este é um momento histórico na gestão cultural do estado de Mato Grosso, para a Central Única das Favelas e em especial para o município de Sinop, ja que pela primeira vez desde a conquista da criação do Conselho Estadual de Cultura, isso no ano de 2000, o município dispõe de um conselheiro eleito pela classe cultural mato-grossense.

Sinop um município rico culturalmente, dado o fato da sua enorme diversidade cultural, onde a cultura urbana do rock, hip hop, skate e capoeira, ocupam espaços também utilizados pela louvável tradição gaúcha, nordestinas e sertaneja, obteve do mérito de eleger no ultimo dia 13 de Dezembro um representante no próximo biênio do conselho de cultura.
Anderson Maciel

Jonny Everson eleito conselheiro, que é produtor cultural há 10 anos em Cuiabá disse que trabalhará de forma a estabelecer um diálogo ainda maior da classe com o poder público onde a Cultura tenha maiores investimentos do Estado.

Já Anderson Maciel suplente, se propôs a trabalhar em uma perspectiva de unificação dos debates dos gestores da cada pólo, trabalhando em prol das políticas Culturais do Estado e não apenas nos espaços onde estão inseridos visando o fortalecimento dos fóruns regionais, como entidade representativa da classe cultural.

Fernando Oliveira Lopes Assunção, atual secretário de cultura de Sinop, pede apoio para fazer a sessão da câmara itinerante, onde os bairros sejam ouvidos mais de perto e que juntos com todos, executivo, legislativo e comunidade, possamos montar um grupo para elaborar o Plano Municipal de Políticas Culturais, traçando assim diretrizes bases para o crescimento cultural do segmento, tendo como bandeira a sigla SINOP e as pessoas que aqui moram e tem seus sonhos.

"Eu e um grande número de pessoas tem expectativas de que Anderson Maciel seja uma grande porta aberta para podermos alavançar os projetos com incentivos estaduais, bem como no intercambio para eventos em nossa cidade", Diz Fernando Assunção.

15 de dez de 2008

São eleitos os novos Conselheiros Estaduais de Cultura em Mato Grosso

Por: Fernanda Quevedo
Foram 160 votos a favor da chapa única, e apenas 1 contra.



Aconteceu ontem, dia 13 de Dezembro a eleição do Conselho Estadual de Cultura. As dez da manhã, delegados e candidatos ao Conselho se reuniram no Palácio da Instrução, em Cuiabá e a principal pauta foi à unificação dos trabalhos dos gestores de cada pólo, e que estes trabalhem em prol das políticas Culturais do Estado e não apenas dos espaços onde estão inseridos. Outro ponto bastante debatido foi o fortalecimento dos fóruns regionais, como entidade representativa da classe cultural.


Por volta do meio dia, o Presidente da comissão eleitoral, o produtor cultural Pablo Capilé pediu para que os candidatos ao Conselho se apresentassem à plenária. Cerca de 16 gestores dos mais diversos municípios como Água Boa, Sinop, Cáceres e Rondonópolis, fizeram a defesa de sua candidatura. Dentre estes estavam o produtor cultural e cantor Jonny Everson, o bailarino Kelson Panosso, o coordenador da Cufa em Sinop Anderson Maciel, a presidente da Abloc – Associação dos Blocos Carnavalescos Elaine Fátima, o produtor Anderson Flores do município de Alta Floresta, Paulinho de Cáceres, e também o procurador Mauro, do segmento de Lambadão entre outros.

Em seu discurso, Jonny Everson, que é produtor cultural há 10 anos em Cuiabá disse que trabalhará de forma a estabelecer um diálogo ainda maior da classe com o poder público onde a Cultura tenha maiores investimentos do Estado. Já Anderson Maciel, se propôs a trabalhar em uma perspectiva de unificação dos debates dos gestores da cada pólo. Anderson Flores de Alta Floresta, ressaltou em seu discurso, a importância da criação de um Sistema Único da Cultura.

Por aclamação, a plenária decidiu que só estariam aptos a concorrer a gestão do Conselho, apenas 14 candidatos, sendo eles: Procurador Mauro Cuiabá e Kelson Panosso de Cuiabá; Jonny Everson de Cuiabá e Anderson Maciel de Sinop; Cleiton Paixão de Alto Araguáia e Salete de Juína; Eliane Fátima de Cuiabá e Antônio de Sorriso; Vanderley de Poconé e Kelson Panosso de Cuiabá; Paulo Sergio de Rondonópolis e Gizza Cabral de Cuiabá e Luiz Tolote de Cáceres e Anderson Flores de Alta Florestas. Cada par de nomes corresponde a titular e suplente respectivamente e estes formam chapa única.

Após a explanação de cada candidato, o presidente da comissão, leu uma carta de princípios do Conselho, onde cada candidato deveria assinar, se comprometendo a conduzir a gestão de acordo com tais princípios: Realizar o rodízio sistemático de titulares e suplentes; Garantir o trabalho em conjunto; Lutar por um representante em cada pólo, Mapear a cedia produtiva do Estado; Fortalecer os Conselhos Municipais de Cultura; Diagnosticar o formato do cadastramento on line do Fórum de Cultura; Elaborar e implantar um plano único de trabalho; Agendamento e unificação do Fórum realizando ao menos 4 reuniões anuais; Publicar um parecer referente a aprovação e reprovação dos projetos e por fim lutar, para transmissão ao vivo das reuniões dos fóruns municipais.

Todos os candidatos assinaram a carta de e em seguida se deu o início da votação, feita com cédulas assinadas pela comissão eleitoral. A votação seguiu até as 17 horas, quando foram contabilizados 141 votos a favor da chapa única e apenas um contra.

14 de dez de 2008

Basquete de Rua também é atração no Festival Consciência Hip Hop

Por: Fernanda Quevedo


Basqueteiros e b.boys fazem um show
à parte no point "Donos da Cesta" que acontecerá
durante do o evento

"Donos da Cesta", o point de Basquete de Rua organizado pelo Núcleo de Esporte da Cufa, que é o encontro semanal de basqueteiros de Cuiabá, irá compor a programação do Festival Consciência Hip Hop. Desta vez, os jogadores de basquete de rua vão se unir aos b.boys, misturando a arte de cada um dos segmentos, para impressionar e divertir o público.


O basquete de rua diferencia-se do basquete tradicional, pelas suas regras, e também pelos lugares onde é praticado, estes nem sempre convencionais, e muitas vezes improvisados em ruas, espaços abertos e até mesmo embaixo de viadutos. Outro elemento marcante é a presença do Rap como "música de fundo" das partidas. Mas o fundamental mesmo são os passos e dribles que desconcertam os adversários, tornados as jogadas mais atraentes para os jogadores, e mais ainda para o público que assiste, pois as partidas se tornam um verdadeiro show.
O "Donos da Cesta", no Festival traz ainda mais um elemento no Basquete de Rua, trazendo para a quadra-palco, os B.Boys da CTK – Contra Atack B.boys, grupo de dança de Barra do Garças (MT), para uma disputa amistosa, onde o que mais interessa é a diversão. Além de dançarinos, os meninos da CTK também jogam basquete de rua, e participaram da ultima Seletiva de Basquete de Rua, em maio deste ano, no Bairro Pedra 90.



O point de basquete é uma iniciativa do Núcleo de Esportes da Cufa Mato Grosso, para mapear os jogadores da capital, e fazer conexões entre eles. Em Mato Grosso já existem alguns times como o PVT Street (Primavera do Leste), Pl Street, o time da Ctk (Barra do Garças), o Máster Uniformes (Cuiabá), entre outros.

O esporte de rua tem marcado a presença em todas as edições do Festival. Na primeira edição do Consciência Hip Hop em 2005, no espaço Silva Freire, as partidas inauguraram as tabelas móveis recém adquiridas para realização de campeonatos e demais eventualidades. Já no segundo ano de Festival em 2006, o rapper MV Bill e os Racionais Mc's, fizeram o fundo musical para os jogadores de Cuiabá e Várzea Grande.

Na 3ª edição não houve campeonato, o espaço ficou livre com tabelas e marcação de quadra para quem quisesse participar. Em 2008 o espaço, que será montado em frente ao Clube Feminino, e também ficará livre para os jogadores e demais pessoas que quiserem se divertir.O Festival Consciência Hip Hop acontece em Cuiabá, nos dias 20 e 21 de Dezembro, no Clube Feminino. O point de basquete acontece durante todo o Festival.

SERVIÇO

O que: Point de Basquete de Rua – Festival Consciência Hip Hop 2008

Onde: Clube FemininoQuando: 20 e 21 de Dezembro

Que horas: a partir das 19:00 horas (sábado) e a partir das 14:00 horas (domingo)

Quanto: No point a entrada é gratuita

Mais informações: (65) 3028-1114

11 de dez de 2008

Batalha Consciência Hip Hop reúne dançarinos de Brasil e Exterior

Por: Fernanda Quevedo
Crews da Bolívia, Paraguai e vários estados do país já têm presença confirmada para competição com premiação até mil reais.
A Batalha de Break Consciência Hip Hop, já contabiliza vinte e uma inscrições de grupos dos mais variados lugares do país, e também da Bolívia e do Paraguai. A competição acontece no Festival Consciência Hip Hop 2008 no Clube Feminino em Cuiabá, sendo que no dia 20 de Dezembro, acontecerão as eliminatórias e no dia 21, a grande final.
Intercambio Cultural – Um grupo de dança da Bolívia e outro do Paraguai, vem a Cuiabá, com o intuito de promover intercambio com artistas de São Paulo, Minas Gerais, entre outros estados e municípios do interior do Estado que aqui estarão. A duas crews terão o direito de participar da Batalha Consciência Hip Hop, sem passar pelas eliminatórias, pois a vinda para cá, é a premiação das batalhas as quais concorrem.
Wesley Brito - CTK Crew

Premiação - Além de promover a circulação de grupos dos mais variados lugares do país como Rondônia, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e até do Maranhão, Batalha Consciência Hip Hop, também premiará b.boys e b.girls com prêmios até RS 1000, mais troféu e certificado de participação.

Na modalidade “2 Vs 2”, o terceiro colocado será premiado com R$ 400, o segundo com RS 700, e o primeiro receberá R$ 1000,0. Já na modalidade “1 Vs 1 Footwork”, o grande vencedor receberá a quantia de R$ 200. As b.girls, serão premiadas com o valor de RS 50 para a terceira colocada, RS 150 para a segunda, e a primeira receberá o prêmio de R$ 250.

Daniel - Quebra de Movimento Crew

Na modalidade “2 Vs 2”, o terceiro colocado será premiado com R$ 400, o segundo com RS 700, e o primeiro receberá R$ 1000,0. Já na modalidade “1 Vs 1 Footwork”, o grande vencedor receberá a quantia de R$ 200,00 As b.girls, serão premiadas com o valor de RS 50,00 para a terceira colocada, RS 150,00 para a segunda, e a primeira receberá o prêmio de R$ 250,00.

Jurados - O corpo de jurados da competição conta com nomes de peso, como a B.girl A-ni e o B.boy Puber, da Street Breakrs Crew, que esta entre as melhores e mais profissionais Crews do país. Daniel Quebra de Movimento, da crew homônima, será jurado e também esta concorrendo a categoria de Melhor grupo de Break no Premio Consciência Hip Hop.

Blastin- Paraguai

Outro avaliador da competição é o B.Boy Paraguaio Blastyn, integrante da Crew Destruição – Mutantes. Blastyn é dançarino de break a 13 anos, campeão nacional por 5 (cinco) vezes, jurado em competições internacionais, e um dos únicos representantes do Paraguai em batalhas fora do país fora de seu país.

Dj’s da Batalha – A musica é um elemento fundamental para as competições de dança. Para isso foram convidados os dj’s Alan de Brasília e Groove de Belo Horizonte para comandar o som durante a competição.

A apresentação da Batalha será feita pelo Rapper e também B.boy Carlos Medrado.

Para a modalidade “2 Vs 2” ainda há 15 vagas, que podem ser preenchidas, peço telefone 9224-5529, ou pelo e-mail batalhaconscienciahiphop@hotmail.com. O regulamento da Batalha e o Termo de Compromisso, estão disponíveis aqui no blog.

Relação de Crews confirmadas:


Beat Squad (Votoporanga – SP)


Banca Revolução Urbana (RO)


Vickings Crew Assis (SP)


Underground All Star (Assis – SP)


Guerrilha B.boys (MA)


Crew Raízes (São José dos Campos – SP)


Tempest Crew (RJ)PVA Crew (Primavera do Leste – MT)


Manobras da Ria (Jataí – GO)


Ariquemes Breakers (RO)


Gravidade Zero (Cba – MT)


Konfronto B.Boys (Rio Verde – GO)


Extre Crews (Barra do Bugres – MT)


Rondonópolis Crew (Rôo – MT)


Floor Squad Crew (Dourados – MS)


B.Boy Atack (MS)


Revolução Aérea (Guarulhos – SP)


Agpcia Break (Cba – MT)


Força Gueto (MA)


B.Girl Natana (MG)

Mulheres conquistam espaço no Consciência Hip Hop

Aliadas Periféricas (MS), Nega Gizza (RJ), Paulinha Def (DF) e B.girl A-ni (SP), Vera Verônika (DF) representam as mulheres e conquistam espaço cada vez mais consolidado no Festival Consciência Hip Hop.

Calças justas, muito brilho, correntes, tênis, lenços no cabelo e muita feminilidade e ousadia. Esse é estilo das mulheres que participarão do Festival Consciência Hip Hop 2008. O evento traz em sua programação, as meninas do "Aliadas Periféricas", o único grupo de rap formado majoritariamente por mulheres da programação e a B.girl A-ni do grupo de dança Street Breakers, uma das melhores e mais profissionais crews do país, que será jurada na Batalha Consciência Hip Hop. Isso tudo sem falar da rapper e co-fundadora da Cufa, Nega Gizza que apresentará o Prêmio, a rapper Paulinha Def, única mulher Grupo Def Mc´s e Vera Veronika, indicada ao Prêmio Consciência Hip Hop, na categoria de melhor Demo.


O Hip Hop abarca a música, a dança, as artes gráficas e a poesia. Por que essa combinação de artes se torna um elemento poderoso de agregação e atribuição de identidade às comunidades mais vulneráveis, e as mulheres que estes espaços ocupam. Tal como em outros espaços sociais, o Hip Hop carrega consigo o machismo, delineado em algumas letras e também em vídeo clipes de rap. Contudo essas expressões vão se modificando de acordo com a conjuntura social, na qual a mulher conquista cada vez mais espaço. No Festival Consciência Hip Hop, não poderia ser diferente, as b.girls e as rappers ocupam espaço de destaque.

È o caso de Elis Regina (Toca), Lidiane Dourado (Sol), que formam o grupo sul-mato-grossense "Aliadas Periféricas", junto como DJ Leornardo. Aliadas se apresentam no Palco Alternativo do Festival, no dia 20 de Dezembro as 20:30h. O grupo Aliadas, ao se integrar, e participar de projetos sociais em Campo Grande no ano 2000, quando o trio se uniu, vem fazendo várias apresentações no interior do Mato Grosso do Sul. Em 2008, Aliadas Periféricas está em estúdio gravando seu primeiro disco de 10 faixas diferenciadas, com letras românticas, sociais e fictícias.

Aliadas Periféricas

(MS)Inversamente, B.Girl A-ni do grupo de dança Street Breakers e a rapper Paulinha Def do Grupo Def Mc´s são únicas mulheres dos grupos nos quais atuam. Aline Moratore – "A-ní" começou a dançar em 1991 e hoje, aos 23 anos, mais ativa e envolvida do que nunca, conclui seus estudos na área de Comunicação Social e artes e atua profissionalmente também como Designer Gráfica e Diretora de Arte, mas também desenvolvendo inúmeros projetos relacionados ao Hip Hop. No campo musical, a cantora e artesã Paulinha Def da o toque feminino com seu vocal melódico no Def Mc's, indicado ao grupo Revelação do Ano.


A-ní – Street Break Crews (SP)

Também no Prêmio Consciência Hip Hop as mulheres ocupam espaço. Outra concorrente ao grupo Revelação do Ano é a Vera Verônika do Distrito Federal, rapper e produtora cultural que atua no Movimento Hip Hop desde 1992. A apresentação do Prêmio, fica por conta da também rapper Nega Gizza, co-fundadora da Central Única das Favelas, que chega a Cuiabá no dia 19 de Dezembro

Vera Verônika (DF) – Indicada a categoria Revelação do Ano

SERVIÇOO que: Festival Consciência Hip Hop

Onde: Clube Feminino, Cuiabá – MT

Quando: dia 20 e 21 de Dezembro

Quantos: R$ 5,00

Mais Informações: (65) 3028-1114

Por: Assessoria de Comunicação - Cufa

Fernanda Quevedo

9 de dez de 2008

Central Única das Favelas no Lançamento da 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública

Por: Cláudia Maciel

A Central Única das Favelas esteve presente no Lançamento da 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública, no Palácio do Planalto, no dia 09 de dezembro de 2008. Um evento que contou com a presença dos Ministros Tarso Genro e Dilma Roussef, vária autoridades militares e governamentais e o representante da Sociedade Civil e Presidente de Honra da Central Única das Favelas, Mv Bill.
O programa que tem investimento de mais de 50 % do orçamento do Ministério da Justiça para a Segurança Pública com transversalidade nos Direitos Humanos, pensa na mudança da estrutura da segurança com prudência, sensatez, porém muita ousadia. Em uma expressão mais filosófica "É um portal que se abre nesta geração - a oportunidade da criação de uma ambiência saudável"
Em sua explanação, Mv Bill lembrou dois episódios que o incentivam na luta pela reconstrução das entidades militares, governo e familiar: O primeiro, aos seus 14 anos no dia em que comemoravam os 100 anos da abolição da escravatura. Aparecia no jornal uma foto com 14 homens sendo amarrados por policiais como na época da escravidão, e a outra, os processos que a dupla (Celso Athayde e MV Bill) respondem até hoje por apologia ao crime e associação ao tráfico. Resquícios ainda da autoria na produção do documentário Falcão Meninos do Tráfico, um trabalho reconhecido internacionalmente como um marco no avanço da problemática da violência, porém no Brasil a compreensão não é a mesma.

O Ministro da Justiça, Tarso Genro, que assumiu o ministério com a incumbência de fazer um pacto com os governos estaduais para desenvolver um programa nacional de segurança pública, conta com o apoio dos ministros do Planejamento, Fazenda e Casa Civil, e diz que este programa será muito mais que uma manutenção de recursos, será um aporte inédito para a segurança.

Estiveram presentes também no evento Celso e Marilza Athayde, Jane Carvalho, Manoel Soares e toda a base da CUFA no DF.

Projeto Além do Horizonte realiza confraternização de final de ano

Por: Anderson Maciel

No ultimo domingo (07/12), as integrantes da CUFA de Sinop, Meire Vasconcelos e Tainara Weckwerth, instrutoras de breaking, da noite cultural do projeto Além do Horizonte, realizado pela Prefeitura de Sinop através da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, participaram nas dependências da Chácara Frut-Flores de um dia repleto de recreações e lazer entre pais, alunos e professores do programa.

Durante as atividades um descontraído amigo oculto foi realizado, onde o principal presente e que todos foram agraciados foi o de carinho, afeto e felicidade, Meirei Vasconcelos pondera que já participou de diversas manifestações culturais, eventos sociais, campeonatos de dança, mas emoção como esta é e será única na sua vida.

Temos um discurso enfático a favor da quebra das desigualdades, mas a pratica mesmo conhecemos ao realmente sentir na pele e ver com os olhos quem realmente é discriminado na sociedade e mais que isso, conhecendo aprendemos alem de respeitar a amar esses seres humanos tão mais maravilhosos que qualquer outro ser”. Diz Meire Vasconcelos.


A expectativa é que para o ano de 2009, a Central possa desenvolver ao longo do ano, trabalho mais a finco com as crianças e jovens assistidos pelo programa.

8 de dez de 2008

Votação nos indicados ao Prêmio Consciência Hip Hop continua até o dia 18

Desde a abertura, já são mais de 300 acessos a página de votação no portal do Festival


A votação nos melhores do Hip Hop do Centro Oeste continua com toda força. Desde o dia 02 de dezembro, última terça-feira, quando se deu o início do processo, já são mais de 300 acessos a página de votação do Prêmio. O portal, que foi lançando oficialmente ao público com o início do pleito, passou por vários ajustes durante toda essa semana, e na quarta-feira ficou fora do ar por algumas horas por conta do número de acesso ao mesmo tempo. A questão já foi resolvida e o número de acesso foi elevado pelo web master do site, Eder Reverdito.


Acesse http://www.conscienciahiphop.org.br confira os indicados e vote em seus preferidos até o dia 18 de Dezembro.

Fonte: www.conscienciahiphop.org.br

Por: Fernanda Quevedo

7 de dez de 2008

Economia Solidária e muitos debates audiovisuais na 3ª SEDA!

A Economia Solidária constitui o fundamento de uma globalização humanizadora, de um desenvolvimento sustentável, socialmente justo e voltado para a satisfação racional das necessidades de cada um e de todos os cidadãos da Terra seguindo um caminho intergeracional de desenvolvimento sustentável na qualidade de sua vida.

São princípios gerais da Economia Solidária:
- A valorização social do trabalho humano;
- O reconhecimento do lugar fundamental da mulher e do feminino numa economia fundada na solidariedade;
- A busca de uma relação de intercâmbio respeitoso com a natureza, e os valores da cooperação e da solidariedade, um caminho que valoriza os seres humanos, independente da sua cor de pele, sexo, idade, orientação sexual, condição econômica ou cultural.

A prática da Economia Solidária pauta a Semana do Audiovisual desde sua primeira edição, seja através das trocas realizadas com outros segmentos artísticos (como a música, de onde a SEDA herda muitas de suas bases), ou das inscrições para as oficinas, que são feita através do Cubo Card (sistema de crédito do Espaço Cubo que se baseia nas trocas de serviços e produtos) e com o valor que participante decidir.

Para aprofundar mais as discussões relativas a esse tema, e também a vários outros que permeiam a produção audiovisual independente atual (como a muito falada - e utilizada - portabilidade de mídias), a Próxima Cena construiu um ciclo de debates que acontecerá na 3ª SEDA do dia 09 ao dia 13, entre as 18h e 20h (exceto a mesa Entendendo a COCCAR, que vai das 8h as 18h). A mesa de Economia Solidária ("Como se faz uma economia solidária?") terá participação de Nicolau Priante, cuiabano responsável pelo projeto Brasil Local (SENAES – Ministério do Trabalho) em Mato Grosso, ao lado de Pablo Capilé, coordenador de Planejamento do Espaço Cubo e um dos gestores do Cubo Card. Priante é diretor operacional do projeto Coorimbatá (uma cooperativa de artesãos e pescadores que trabalha nas regiões de Pai André e Bom Sucesso) e trará suas experiências com o empreendedorismo solidário para a mesa

Confira a programação completa dos debates:

09/12 – "Como se faz uma Economia Solidária?"Com Nicolau Priante (Brasil Local - MT) e Pablo Capilé (Espaço Cubo - MT)Mediador: Ahmad Jarrah (Espaço Cubo – MT)

10/12 - "Rumos da TV"Com representante da TV Brasil, Tássio Lopes (Coletivo Goma - MG), Trama Virtual (SP), Alto Falante (MG), Massa Coletiva (SP) e Ana (do Sol - RN)Mediador: Ahmad Jarrah (Espaço Cubo – MT)

11/12 – "Tecendo rede com o Circuito Fora do Eixo"Com Talles Lopes (Coletivo Goma - MG), Alex Antunes (Rolling Stone - SP) e Mário Olimpio (Secretário Municipal de Cultura de Cuiabá)Mediador: Pablo Capilé (Espaço Cubo – MT)

12/12 "Sabia que o cinema pode ser portátil?"Com Daniel Lisboa (Cavalo do Cão Filmes - BA)Mediador: Ahmad Jarrah (Espaço Cubo – MT)

13/12 – "Entendendo a Coccar" Com os membros da Cooperativa de Comunicação Cultura e ArteMediador: Jan Moura (Confraria dos Atores – MT)

13/12 "A lógica de circular com os cine clubes"Com Cachaça Cinema Clube (RJ)

SERVIÇODebates da SEDA - 3ª Semana do Audiovisual

De 09 a 13 de dezembroentre as 18h e 20h

No MISC – Museu da Imagem e do Som de Cuiabá (R. Voluntários da Pátria, nº75)

Mais informações: (65) 3023-1794 ou contatoseda@gmail.com

5 de dez de 2008

Última Prévia do Festival Consciência Hip Hop 2008 acontece amanhã, em Juara



Políticas Sociais, Cultura Urbana e Diversidade Cultural, serão temas abordados no Consciência Seminário que lança oficialmente a Cufa no município. A programação conta ainda com o 1º Campeonato de Basquete de Rua em Juara.


A última das quatro prévias do Festival Consciência Hip Hop 2008 acontece amanhã em Juara, e abre oficialmente a Cufa no município. Tal como em outras prévias, acontecerá o Consciência Seminário, que é um momento de discussão acerca das políticas de fomento a Cultura Hip Hop e também de formação para gestores culturais, produtores e artistas, alem shows, oficinas de break e grafite.


Na tarde de sábado, a Prévia inicia com o Consciência Seminário, trazendo em pauta a necessidade de descentralização da Cultura para os municípios do interior. Anderson Maciel, coordenador da Cufa em Sinop e Linha Dura, coordenador estadual da organização, vão compor a mesa, onde o tema serão as Políticas Culturais, que tem sido evidenciada, com a movimentação do Fórum de Cultura, e também encontros culturais, estes realizados com alguma freqüência nos últimos meses, nos municípios pólos, como Peixoto de Azevedo e Alta Floresta.

Público no 1º Consciência Seminário em 2005, Cuiabá MT

A coordenadora da Fundação Apeiara, Tânia Figueira, abordará a Diversidade Cultural, fazendo o recorte na Juventude e suas ações no campo político. A fundação atua na área da infância e da juventude com prioridade aos adolescentes que se encontram em conflito com a Lei e buscam inserir-se no mundo de trabalho, e também com adultos que não têm oportunidades, tornando-se assim, uma parceira da Cufa em Juara.

A programação conta ainda com oficina de Basquete de Rua e em seguida o 1º Campeonato do esporte no município de Juara, lançando oficialmente a Cufa no município. Jonas Balduino, coordenador de Esportes da Cufa Mato Grosso, fará uma explanação do planejamento deste que é o maior projeto da Central em 2009, a Libbra – Liga Brasileira de Basquete de Rua. A idéia é capacitar novos gestores do esporte-arte e agregar cada vez mais pessoas na atividade do Basquete de Rua.

Oficinas de Break, Grafite, show do rapper cuiabano Linha Dura e a participação do rapper P. Brother, discotecagem com o Dj Catatau de Mato Grosso do Sul fecham a programação da Previa do Festival Consciência Hip Hop em Juara.SERVIÇOPrévia Festival Consciência Hip Hop em JuaraDias 06 e 07 de Dezembro, a partir das 14:00h.Local: Pista de Skate Diogo Rafael Saporski, (oficinas e shows) e Centro Cultural Savoíne (Consciência Seminário)Entrada FrancaMais Informações: (66)8114-7630

Oficinas de Break, Grafite, show do rapper cuiabano Linha Dura e a participação do rapper P. Brother, discotecagem com o Dj Catatau de Mato Grosso do Sul fecham a programação da Previa do Festival Consciência Hip Hop em Juara.

SERVIÇOPrévia Festival Consciência Hip Hop em JuaraDias 06 e 07 de Dezembro, a partir das 14:00h.Local: Pista de Skate Diogo Rafael Saporski, (oficinas e shows) e Centro Cultural Savoíne (Consciência Seminário)Entrada FrancaMais Informações: (66)8114-7630

Por: Fernanda Quevedo Cufa MTfavelacomunicação@gmail.com

Cufa Sinop na Web Rádio

Por: Cíntia M. Costa



A terceira edição do Festival Consciência Hip Hop que aconteceu no dia 15 de novembro de 2008 no município de Sinop, teve como objetivo mostrar a defesa da diversidade Cultural, descentralização da cultura urbana, capacitação e qualificação de gestores culturais.

Na realização do consciências seminários houve a participação de Paulo Ávila (Linha Dura), fazendo um discurso sobre o fórum mato-grossense de cultura e da importância da participação dos jovens no meio cultural , Edson Siqueira da 2 Loco Tatto falando sobre Bio Segurança e saúde publica, Ebinho Cardoso abordando o tema “ Artista é igual a Pedreiro” a comparação com o pedreiro é uma forma de chamar atenção para a nova situação do artista hoje.

Toda cobertura do evento foi realizada pela Web Rádio da CUFA MT, confira um pouco da programação e entrevistas com os palestrantres do seminário no site: http://cufamt.podomatic.com

3 de dez de 2008

Presidente Lula convida MV Bill para o lançamento nacional do Pronasci.

O rapper MV Bill foi convidado pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pelo Ministro Tarso Genro a participar do lançamento nacional do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), que aconteceu no dia 02 de dezembro, no bairro Santo Amaro, em Recife (PE).

MV Bill ao lado do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Também estiveram presentes na cerimônia o Governador de Pernambuco, Eduardo Henrique Accioly Campos; o Prefeito de Recife, João Paulo Lima e Silva; o Ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias; a Ministra-Chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff; e o Ministro da Saúde, José Gomes Temporão entre outros.

MV e o Ministro de Justiça Tarso Genro

Durante o evento, o rapper foi ovacionado pelo público (de maioria jovem) quando subiu ao palco e saudou a todos em nome da Central Única das Favelas, que também colabora com o governo na luta por melhores condições de vida para a população a partir de sua parceria nacional com o Pronasci


MV Bill fala ao povo em Recife
Por: Simone Basílio