30 de nov de 2009

Inauguração Centro Esportivo Cultural CUFA

Depois do Festival, Ponto de Cultura Pixaim e Pelc serão alguns dos projetos a serem desenvolvidos no CECC.


O Festival Consciência Hip Hop será realizado entre os dias 05 e 06 de Dezembro deste ano, e marcará o lançamento do Centro Esportivo Cultural CUFA. Trata-se de um complexo onde projetos de cunho esportivo e cultural serão destinados a população do Bairro São João Del Rey, e mais cinco bairros do entorno: Santa Laura, Osmar Cabral, Tijucal, Liberdade e Novo Milênio, todos historicamente alijados do processo de desenvolvimento econômico, político, social e cultural cuiabano. O Festival é realizado pela Central Única das Favelas de Mato Grosso.


A cerimônia de lançamento terá início às 09 horas do dia 05, e a CUFA convoca a presença dos parceiros, autoridades e principalmente a comunidade, para a grande festa comunitária. Hoje o espaço conta com salas multi-uso, quadra esportiva, vestiário e um amplo espaço para o desenvolvimento de diversos projetos, como o Ponto de Cultura Pixaim e o Programa Esporte e Lazer nas Cidades (PELC).





O CECC é resultado de uma parceria entre a CUFA, os Ministérios de Esporte e Justiça e Prefeitura Municipal de Cuiabá. Agora com a obra pronta conta com desafios como tornar o espaço vivo com ações que contemplem o lazer, o acesso a cultura e a educação de todos os moradores da comunidade e redondezas. Sempre garantindo a infra-estrutura básica para o atendimento do cidadão.

A 5ª Edição do Festival Consciência Hip Hop, o maior do segmento da Região Centro Oeste, conta com dois dias de intensas atividades que vão desde oficinas, seminários, intervenções culturais, e é claro, os shows de Rap.



Para mais informações acessem: http://conscienciahiphop.blogspot.com/2009/11/festival-consciencia-hip-hop-lanca_8762.html
Por Fernanda Quevedo.

27 de nov de 2009

4° CONFERÊNCIA DA CIDADE DE SINOP.



Por Lívia Kriukas.

Nos dias 3 e 4 de dezembro a CUFA (Central Única das Favelas) de Sinop, estará dentro da comissão de organização da 4° Conferência da Cidade de Sinop 2009.


Com o Lema: “Cidades Para Todos e Todas Com Gestão Democratica, Participativa e Controle Social”.


E tendo como Tema:Avanços, Dificuldades e Desafios na Implementação da Política de Desenvolvimento Urbano”.


O local da 4° Conferência da Cidade neste ano de 2009, será na Câmara Municipal, tendo inicio as 07h30min previsto até as 18h, convidamos a toda comunidade de Sinop a marcar presença.


Para mais Informações:


Secretaria da Cidade – Avenida Bruno Martini, s/n, (em frente a Fábrica de Tubos)


Fone: (66) 3531-8083


E-mail: conferenciadacidade.sinop2009@gmail.com

26 de nov de 2009

10 Anos de Hutúz Rap Festival




Fonte: Portal Rap Nacional.


Criado pela CUFA (Centra Única das Favelas), no dia 14 de novembro de 1999, consagrou-se como a maior premiação de Hip Hop da América Latina. Seu palco revelou muitos músicos do movimento brasileiro e reuniu artistas nacionais e internacionais em uma festa democrática, cultural e social.

O Prêmio Hutúz é mais que a realização de um sonho é o sucesso de uma iniciativa. Já que as idéias estão por aí, soltas ao vento e podem surgir na cabeça de qualquer um. Mas, são poucos que fazem a diferença e transformam idéias em iniciativas. E foi isso que o empresário Celso Athayde fez em 1999.
O Prêmio Hutúz foi criado com o objetivo de mostrar, principalmente para os integrantes do hip hop, que é possível realizar grandes eventos. "Queríamos mostrar para as pessoas do hip hop que elas podem fazer coisas imponentes e com qualidade. Que é possível trazer patrocinadores, serem profissionais e se relacionarem com a mídia. Enfim, criar um mercado de verdade. E não mais ficar com um discurso ingênuo, que chega na maioria das vezes beirar a depressão. Hoje, podemos dizer que o rap, o hip hop, pode realizar coisas tão nobres quanto as que admiramos", explica o criador do Hutúz.
Com o passar dos anos o Hutúz se incorporou a realidade de todos aqueles que vivem o rap nacional. O ano do hip hop é marcado pela realização do Hutúz. A maioria já se organiza desde o inicio do ano para poder estar presente.
O Hutúz também premiou muita gente desconhecida. Grupos que viviam escondidos em suas cidades e que nunca sonharam em ir ao Rio de Janeiro, subir no palco e levar para casa uma prova do sucesso do seu trabalho.
O Hutúz nasceu há 10 anos, cumpriu sua missão de mostrar um movimento organizado e de qualidade que valoriza seus artistas. E ficou para a história. Ninguém contará a história do movimento hip hop brasileiro sem falar do Prêmio Hutúz. Ele não agradou a todos, não teve só fãs e visões positivas. Mas, foi uma iniciativa que deu certo e irá se despedir deixando saudades. Para encerrar o ciclo da premiação vai ser realizada uma grande festa, e marcando presença este anos grandes nome da cultura hip hop como MV Bill, Nega Gizza, Racionais Mc's, Obando entre outros.
Dessa vez vão ser eleitos não os melhores do ano, mas os três melhores da história do hip hop brasileiro. Faça parte da história.
Entre no www.hutuz.com.br e vote também.

25 de nov de 2009

Por Projeto Pixaim

Entre os dias 05 e 06 de Dezembro deste ano, Cuiabá torna-se a capital do Hip Hop nacional. Trata-se da 5ª Edição do Festival Consciência Hip Hop, o maior do segmento da Região Centro Oeste. Serão dois dias de intensas atividades que vão desde oficinas, seminários, intervenções culturais, e é claro, os shows de Rap.

Os seminários prometem ótimos debates, especialmente no que tange a organização do Movimento Hip Hop no país. Artistas e produtores estarão em solo cuiabano para reunião ordinária da Frente Brasileira do Hip Hop, contando com a participação de 8 estados confirmados, além de diversos municípios do interior. Paralela a estas atividades acontecem ainda o Lançamento do Centro Esportivo Cultural CUFA no Bairro São João Del Rey, intervenções de grafite, oficinas de Dj e no período noturno os shows de rap.

Ataque Beliz vencedor do RPB Festival se apresenta pela 1ª vez em Cuiabá



O Seminário da Frente Brasileira do Hip Hop iniciarão as atividades no período vespertino, com o debate “Comunicação no Hip Hop” às 13 horas. Nesta, Rodrigo Palerosi, do Núcleo Cooperativo de Comunicação e Cultura Massa Coletiva (São Carlos - SP) e Ahmad Jarrah, da CUFA serão os mediadores do debate. Em seguida, as 16 horas, a “Circulação na Cadeia Produtiva no Hip Hop”, será o tema em questão, cujo debate será mediado pelo rapper Linha Dura da CUFA. Outro tema ser discutido será o de “Sustentabilidade no Hip Hop”, o qual acontecerá no domingo as 16 horas, e será mediado pelo Coordenador do Espaço Cubo Pablo Capilé. A programação conta ainda com oficina de Dj, com os Dj’s Gio (MS) e Magão.


Erick Flow Man de Goiás se apresenta no 2º dia do Festival

Isso sem falar da programação de shows, que conta com 18 grupos de rap de todos o pais, dentre eles estão Ataque Beliz, vencedor do RPB Festival 2008, Arcanjos Ras (SP), Erick Flow Man (GO), Fungos Funk (SP), e Caracará na Viagem (RN).

Confira a programação de shows!

05/12 - Sábado 19:00h

MANO CARECA (MT) http://www.myspace.com/conscienciahiphop

19:25h - ATOS 29 (MT)

http://www.myspace.com/conscienciahiphop

19:50h - WESLEY DUGUETO (MT)

http://www.myspace.com/conscienciahiphop

20:15h - FASE TERMINAL (MS)

http://www.myspace.com/faseterminal

20:50h - 288 FDK (MT)

http://www.myspace.com/conscienciahiphop

21:15h - FUNGOS FUNK (SP)

http://www.myspace.com/fungosfunk

21:50h - EKO (GO) http://www.myspace.com/ekom79 2

2:25h - ATAQUE BELIZ (DF) http://www.myspace.com/ataquebeliz

06/12 – Domingo

18:30h – CONTROVERSIA (MT)

http://www.myspace.com/conscienciahiphop

18:55h – ALTOS E MAIXOS (MT)

http://www.myspace.com/conscienciahiphop

19:20h – DEMOSNTRO (MT)

http://www.myspace.com/conscienciahiphop

19:45h – ERICK FLOW MAN (GO)

http://www.myspace.com/erickflowman

20:20h – CARCARA NA VIAGEM (RN)

http://www.myspace.com/carcaranaviagem

20:55h – ARCANJO (SP)

http://www.myspace.com/arcanjoras

21:30h – FREE MIND (MT)

http://www.myspace.com/conscienciahiphop

21:45h - LINHA DURA (MT)

http://www.myspace.com/linhadura

19 de nov de 2009

Ontem uma luta, hoje uma conquista.



Por Lívia Kriukas

Dia da Consciência Negra, ou melhor, semana da Consciência Negra, a data é celebrada desde a década de 1960. Embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos. Essa data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. Assim esse dia será eternizado em todo mundo e lembrado por muitos anos.

Além de lembrada porque não dizer festejada, já que Zumbi dos Palmares é considerado o mártir na simbolização da luta por uma vida racial mais digna e sem preconceitos. Apesar das várias dúvidas levantadas quanto ao caráter de Zumbi nos últimos anos, o Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar a resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte forçado de africanos para o solo brasileiro (1594).

Falar de 20 de novembro nos faz voltar ao tempo e lembrar também de outro ícone da historia negra, Martin Luther King, que em 1963 articulou uma manifestação chamada de "Marcha para Washington". Nessa marcha ele conseguiu reunir mais de 200.000 pessoas.


Luthe King tornou-se imortal não só devido a sua luta e seus discursos, mas por meio de sua famosa frase dita nos degraus do Lincoln Memorial: "I have a dream" ("Eu tenho um sonho"). A partir daí o mundo passou a entendê-lo melhor, e a cada vez que um negro alcança uma nova vitória, seja na vida profissional ou pessoal, está lá à concretização do maior sonho de Martin Luther King.

Os temas debatidos pela comunidade negra e que ganham evidência neste dia são:

* Inserção do negro no mercado de trabalho

* Cotas universitárias

* Se há discriminação por parte da polícia

* Identificação de etnias

* Moda e beleza negra, etc.

Segundo a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), ligada à Presidência da República, foram confirmadas 700 cidades a estarem de feriado dia 20 de novembro.

18 de nov de 2009

Consciência na Mesa - Curso de Economia Solidária

Por Katiana Pereira
O curso de Economia Solidária foi realiado nos dias 12 e 13 de novembro, nas dependências do Campus da Unemat Sinop (Universidade Federal de Mato Grosso). O evento foi promovido pela Cufa (Central Única das Favelas) e do e do Centro de Formação em Economia Solidária da Região Centro-Oeste.
O Ecosol foi uma das dinâmicas de trabalho da Prêvia do Festival Consciência Hip Hop em Sinop. Durante os dois dias foram realizadas várias oficinas, palestras e atividades interativas, para mostrar aos participantes a necessidade de uma economia solidária na atualidade.

Economia Solidária é uma forma de produção, consumo e distribuição de riqueza centrada na valorização do ser humano - e não do capital - de base associativista e cooperativista, voltada para a produção, consumo e comercialização de bens e serviços, de modo autogerido, tendo como finalidade a reprodução ampliada da vida.





Toda a comunicação foi sobre as vias de resolução das desigualdades. Sustenta que as iniciativas com essa finalidade necessitam conter medidas redistributivas da renda e visar à ativação econômica dos setores empobrecidos, por ser a forma mais indicada para gerar efeitos benéficos sobre a eqüidade e sobre o desenvolvimento social e econômico.

Buscando confrontar essa linha de entendimento com seus intentos de implantação, o trabalho apóia-se em bibliografia e em dados recenseados para examinar questões suscitadas em torno de dois modelos de ação, distintos entre si como propostas de intervenção, mas ambos direcionados à ativação das capacidades produtivas dos setores economicamente desfavorecidos.

De um lado, os programas convencionais de apoio ao empreendedorismo de pequeno porte, direcionados ao desenvolvimento de competências individuais, no contexto de pequenos negócios. De outro lado, a via mais recente representada pela economia solidária, com o surgimento de empreendimentos associativos e dos respectivos programas de apoio, identificados com a metodologia das tecnologias sociais.






É importante resaltar que a economia solidária tem sido apontada como uma alternativa inovadora e eficaz de criação de postos de trabalho, geração de renda e combate à pobreza.

17 de nov de 2009

Prévia Festival Consciência Hip Hop

Um show de Hip Hop


Por Lívia Kriukas


Quarta prévia Festival Consciência Hip Hop Sinop, uma tradição diversificada

Neste último final de semana a CUFA (Central Única das Favelas) de Sinop encerrou a programação da 4° edição da Prévia do Festival Hip Hop. Essa prévia do Consciência Hip Hop é um evento tradicional para a comunidade hip hop do município.
Assim, essa prévia chegou e foi um sucesso. Neste sábado (14) foi realizado uma atividade interativa na praça Vagner Pregonci, P-25. Foram apresentadas diversas atrações.
Entre elas uma apresentação com a Família Expressão Suburbana, que fez um som bem original para os presentes. Em seguida teve um show com os Rappers de Cuiabá, Linha Dura e P. Brother. O nível profissional desses dois artistas é impressionante, tanto pela técnica, quando pela expressão musical. Linha Dura ressalta nas letras de suas músicas a regionalidade de Mato Grosso, mais especificamentede Cuiabá, sua terra natal.
Linha Dura e P. Brother fizeram uma turnê pelo nordeste brasileiro, divulgando a qualidade do Rap mato-grossense. Para dar um ar mais descontraído e inovador o palco foi na pista de skate, mostrando assim toda a influência do estilo livre, que é a Consciência Hip Hop. Após a apresentação dos artistas cuiabanos, foi a vez novamente de prestigiar a prata da casa.
O grupo Ideologia Ativa ,retornou a ativa e esse recomeço foi na prévia, o público aplaudiu os integrantes liderados pelo Rapper Jean, um dos precursores da cultura Hip Hop em Sinop.




Após as apresentações musicais chegou a hora do tão esperado break. O evento contou com a participação de atletas de Sinop e outras cidades vizinhas. A premiação foi em dinheiro, para o 1°, 2° e 3° lugar. Vários B.boys participaram, o ranking final foi:

* 1° B.boy Guina (Sorriso)

* 2° B.boy Juninho (Sinop)
* 3° B.boy Magno (Sinop)

E pra finaliza em grande estilo, ao som de frestyle de Mc's a prévia de Sinop teve uma grande roda livre de break pra geral se divertir com essa diversidade cultural.

6 de nov de 2009

Batalha do Break Muito mais que uma dança

Por: Lívia Kriukas

O Viradão Esportivo de Sinop, promovido pela CUFA (Central Única das Favelas) traz uma inovação. É a batalha do Break, é uma dança que surgiu depois do Funk. Nessa atividade é usada uma linguagem semelhante à da mímica, movimentos de acrobacia, ginástica olímpica, sempre aproveitando bem o corpo e o chão.


Em Sinop temos como destaque o B.Boy, Rafael Maciel de Alencar mais conhecido como B.Boy Lagartixa. Lagartixa está na organização do Viradão Esportivo. Dessa vez ficará nos bastidores da competição, hoje o B.Boy sinopense tem 24 anos e está cursando o 3° semestre de Educação Física.Lagartixa conheceu o Break no começo de 2006 através de membros da igreja da Sara Nossa Terra. “Eu me interessei e fui me aprofundando nas origem e em todo o contexto da dança”, conta o B.Boy. Lagartixa é conhecido por fazer manobras diversificadas, é ganhador de vários campeonatos de Break, colecionando um 1º lugar do estadual de Footwork, 2º lugar no Sul Americano e um estadual em dupla com o B.Boy Azedo.

Lagartixa ressalta que Sinop está crescendo e o Break também, porém segundo o praticante, falta incentivo. “Até mesmo em competições para representar a cidade é difícil conseguir patrocínio”, revela.

Hoje o Break ressurge muito parecido, como a sua versão inicial, nascida no final dos anos 70. Esse primeiro estilo ainda trabalhava os passos muito em cima dos malabarismos. Não deixa de ser interessante, especialmente porque os B.Boys (abreviação de Break Boys, pessoas que praticam o Break) mantém a tradição do início da cultura Hip Hop.

No princípio, a motivação do Break era defender, palmo a palmo, nas ruas, o espaço para a emancipação da cultura Hip Hop. Com o tempo, as lendárias batalhas ou "rachas" evoluíram para um estágio de desenvolvimento de conceitos diversos, que iam desde a compreensão dos difíceis passos da dança, até programas de recuperação de jovens viciados ou que viviam nas ruas. Quando a indústria cinematográfica resolveu mostrar o Hip Hop em filmes, mais uma vez, o Break cumpriu o seu papel, e milhões de jovens em todo o mundo, passaram a praticar em qualquer lugar possível.

O Break era a única forma de arte livre, e impossível de ser contido, por quem quer que fosse, pois tinha o apelo visual necessário para chamar a atenção das massas.Os movimentos intrincados, acrobáticos, mas altamente plásticos e harmônicos dos B-Boys começaram a buscar fãs e seguidores nas ruas.

Assim trazendo junto o Grafitti, com sua colorida expressão artístico-visual, e o Rap, a trilha sonora que completava o cenário. E foi assim que o Hip Hop começou a se fortalecer, pois era preciso algo que enchesse os olhos do público para atingir a popularidade.

4 de nov de 2009

Coyotes de Sinop participam do Viradão Esportivo

Por: Katiana Pereira

O Viradão Esportivo de Sinop, promovido pela Cufa (Central Única das Favelas) traz um inovação. O time de Futebol Americano de Sinop Coyotes fará uma partida especial para o evento. As competições acontecem nos dias 07 e 08 de novembro.



A partida será entre o próprio time, que antes era formada por seis jogadores e hoje já conta com 50 atletas. Segundo Fábio Miguel, fala que expectativa dos Coyotes é muito grande. “Recebemos o convite para participar desse evento e acreditamos que será uma ótima oportunidade para a sociedade conhecer um pouco mais do futebol americano e com isso seguir os grandes centros onde o esporte tem crescido muito”.



Fábio informa que o time acabou de chegar de um jogo amistoso na capital do estado onde ganharam de 21 a 0. O adversário foi o time de Campo Grande (Graveddiggers). Em Sinop existe somente os Coyotes como representantes do futebol americano. O time completa um ano de fundação, nesse mês de novembro. Fábio completa dizendo que nesse pouco tempo muitas conquistas já foram realizadas. “ A partir do ano que vem queremos entrar de vez no circuito nacional de futebol americano”.



O Viradão Esportivo tem o objetivo de incentivar a prática de esportes aliada ao exercício da cidadania. Tem por meta ser a maior maratona esportiva do país. É uma realização da CUFA,em parceria com a Rede Globo, Sportv, Unesco, Sesi, Ministério do Esporte, Ministério da Justiça e Governos Estaduais e Municipais.


A coordenação do evento em Sinop espera cerca de 500 competidores.



Segue os horários das competições:



Sábado, 7/11


13:30: Tênis de Mesa


14:00: Beach Handebol


16:00: Concurso de Pipas


16:00: Balangandã


16:00: Atletismo


17:00: Dança Atlética


18:00: Ginástica


18:00: Gincana Relâmpago


20:00: Aula de Capoeira com Professor Cláudio / Grupo Acalf


20:00: MAKULELÊ com Grupo Acalf


22:00: Ciclismo (Associação Ciclismo de Sinop)


Domingo, 8/11


08:00: Final do Beach Handebol


09:00: Futebol Americano (Coyotes) – Essa competição em especifico será realizada no campo do Ginásio Olimpico José Carlos Pasa


09:30: TenisBal


09:30: Bets


14:00: Atletismo


14:00: ESPORTES ALTERNATIVOS (Pintura, Futebol de Mesa, Dama)


16:00 Basquete de Rua (Streetbal)


16:00: Vôlei de Terra


16:00: Competição de Embaixadinha


16:00: Karatê


18:00: Batalha de Break