16 de dez de 2008

CUFA terá representante na proxima gestao do conselho Estadual de Cultura

Por: Cíntia M. Costa

Anderson Maciel Ciriaco, 22 anos, coordenador da CUFA - Central Únicas das Favelas, rapper, produtor cultural, envolvido na realizações de ações sócio-culturais, esportivas e educacionais, favorecendo o atendimento dos sinopenses oriundos das comunidades populares locais, com objetivo de tornar cada criança, jovem e adulto, verdadeiros protagonistas das suas próprias histórias, excluindo assim o papel de coadjuvante, foi eleito Conselheiro Suplente, na chapa única eleita, onde um dos pontos principais na carta de princípios elaborada e assinada durante a eleição, é a política de rodízio entre os conselheiros titulares e suplentes, fazendo com que tenhamos 14 Conselheiros Titurales atuando por elaboração e dinamização de políticas publicas culturais para o Estado de Mato Grosso.

Este é um momento histórico na gestão cultural do estado de Mato Grosso, para a Central Única das Favelas e em especial para o município de Sinop, ja que pela primeira vez desde a conquista da criação do Conselho Estadual de Cultura, isso no ano de 2000, o município dispõe de um conselheiro eleito pela classe cultural mato-grossense.

Sinop um município rico culturalmente, dado o fato da sua enorme diversidade cultural, onde a cultura urbana do rock, hip hop, skate e capoeira, ocupam espaços também utilizados pela louvável tradição gaúcha, nordestinas e sertaneja, obteve do mérito de eleger no ultimo dia 13 de Dezembro um representante no próximo biênio do conselho de cultura.
Anderson Maciel

Jonny Everson eleito conselheiro, que é produtor cultural há 10 anos em Cuiabá disse que trabalhará de forma a estabelecer um diálogo ainda maior da classe com o poder público onde a Cultura tenha maiores investimentos do Estado.

Já Anderson Maciel suplente, se propôs a trabalhar em uma perspectiva de unificação dos debates dos gestores da cada pólo, trabalhando em prol das políticas Culturais do Estado e não apenas nos espaços onde estão inseridos visando o fortalecimento dos fóruns regionais, como entidade representativa da classe cultural.

Fernando Oliveira Lopes Assunção, atual secretário de cultura de Sinop, pede apoio para fazer a sessão da câmara itinerante, onde os bairros sejam ouvidos mais de perto e que juntos com todos, executivo, legislativo e comunidade, possamos montar um grupo para elaborar o Plano Municipal de Políticas Culturais, traçando assim diretrizes bases para o crescimento cultural do segmento, tendo como bandeira a sigla SINOP e as pessoas que aqui moram e tem seus sonhos.

"Eu e um grande número de pessoas tem expectativas de que Anderson Maciel seja uma grande porta aberta para podermos alavançar os projetos com incentivos estaduais, bem como no intercambio para eventos em nossa cidade", Diz Fernando Assunção.

Nenhum comentário: