18 de dez de 2008

Consciência Hip Hop: Caminhando a passos largos:

Pablo Capilé, Secretarias de Estado e Município de Cultura
tecem comentários sobre o Festival Consciência Hip Hop 2008.

O Festival Consciência Hip Hop chega em sua quarta edição e consolida-se como um dos grandes festivais do segmento. De forma substancial, vêm contribuindo no fomento da Cultura Hip Hop da Região Centro oeste, e, por conseguinte, em todas as outras regiões do país. Consolidação da cena Hip Hop e estímulo da cadeia produtiva tem sido os grandes objetivos. Veja o que o produtor cultural Pablo Capilé e os secretários de Estado e Município, respectivamente, disseram sobre o Festival Consciência Hip Hop:

Pablo Capilé – Instituto Cultural Espaço Cubo (MT) e Circuito Fora do Eixo


O Festival é o topo da cadeia produtiva do Hip Hop em nosso Estado, e conseqüentemente auxilia na circulação, distribuição e consumo de artistas e agentes culturais envolvidos com essa linguagem. Rappers, Grafiteiros, bboys, djs entre outros tem no Consciência Hip Hop uma grande vitrine para apresentação de seus trabalhos.

Sem falar na geração de emprego e renda, da mídia espontânea gerada, da conexão com outros segmentos, da difusão da cena local pra todo país etc etc etc. A Cufa é hoje a entidade que mais se vasculariza em todo Estado, mostrando musculatura e caminhando a passos largos para sua total sustentabilidade, e tudo isso, é de certa forma, reflexo desse grandioso Festival.

Paulo Pitaluga – Secretário de Estado de Cultura de Mato Grosso


A Cultura Hip Hop mobiliza a juventude das "favelas e do asfalto", conscientiza e propõe intervenções sociais através da cultura e da arte.É um movimento que ouve, propõe e possui como elementos de ação as artes plásticas -Graffiti, Dança – Break, Musica – Rap e o Dj além de outras expressões. Propõe mobilizar outras bandeiras sociais dialogando para a construção da identidade de jovens que muitas vezes são "invisíveis" às próprias políticas públicas.
O Governo do Estado de Mato Grosso através da Secretaria de Estado de Cultura é parceira da CUFA e acredita que o Festival Consciência Hip Hop é uma grande vitrine para melhor divulgar a Cultura Mato-grossense.

Mario Olímpio – Secretário Municipal de Cultura de Mato Grosso. Na foto com o ex Ministro Gilberto Gil


O Festival Consciência Hip Hop começa a se firmar na cena cultural Mato-grossense com um DNA radical e honesto. As pessoas que vivem e transformam a realidade com a força e a determinação que só os visionários têm. Equilíbrio social, respeito, interação podem ser alcançadas, por meio de um fazer artístico, que estimula a criatividade, que abre a cabeça. De repente, a Favela vira o centro da coisa toda, e a cidade descobre suas diferenças e desafios. Viva a Consciência, Viva o Hip Hop.
Secretário Paulo Pitaluga, Pablo Capilé e Linha Dura em reunião na sede do Espaço Cubo




Favela Comunicação CUFA MT

Um comentário:

adriano disse...

Sem sombra de dúvidas, a consciência Hip Hop esta caminhando a passos largos... graças ao grande trabalho das CUFA´s do país... Estamos no grande caminho de difusão cultural, todas ás areas unidas numa teia só, com o único objetivo de valorizar a cultura popular, regional e de origens.