20 de abr de 2009

A hístoria do Breaking

Por: B.boy Lagartixa - Rafael Maciel de Alencar
O B.boying teve início por volta de 1964, no Bronx, bairro periférico dos EUA, o qual na época sofreu muitas mudanças por causa da política e o contexto social que se encontrava. Foi desenvolvida nas disputas e performances de suas festas. Trata-se de um estilo de vida com vestimenta, música e linguajar próprios.


O B.boying ou Breaking, é um dos elementos da cultura Hip Hop, e teve influência da Salsa, Kung Fu, Capoeira e Ginástica Olímpica e principalmente dos estilos musicais Funk e Soul os quais o Rei James Brown representou muito bem.


A partir dos anos 70, o estilo de dança Breaking já era bem conhecido e começou a se difundir em outros países. Os 3 primeiros b.boys foram os Nigga Twins. E quem Apelidou os dançarinos de B.boys foi o DJ Kool Herc.


De acordo com Alves (2004), os responsáveis pela "importação" do Breaking ao Brasil foram Nelso Triunfo e Lilo Brown nos anos 70. não podemos esquecer que na dança temos inlfuência também do músico Gerson King Combo, o qual ajudou a difundir a cultura Black no Brasil.
O breaking possui 4 Fundamentos Básicos:

* Toprock: dança em pé, é a apresentação inicial do B.boy.
* Footwork: dança no chão, são movimentos com as pernas usando os braços como apoio.
* Freezes: Congelamento, geralmente usado na finalização de uma sequência
* Powermoves: Movimentos de Giro, os mais conhecidos são o Moinho de vento(girando com as costas no chão) e “Giro de Cabeça”

Considerações Finais:
Eu B.boy lagartixa Pratico o Breaking a 4 anos, e já tive vários títulos, entre eles um 2° lugar no sul americano Boty Brasil 2008 em Campinas SP e o Estadual matogrossense no Consciência Hip Hop em Cuiabá MT, além dos campeonatos “pequenos” da minha cidade e cidades do norte do Mato Grosso.
B.boy Lagartixa - Rafael Maciel de Alencar Coordenador de Hip Hop da Cufa Sinop

A minha visão é que o Breaking pode contribuir muito na nossa sociendade, atreves de projetos podemos afastar menores da criminalidade e dos vícios, alem disso o Breaking pode contribuir também nos núcleos de ensino como Escolas e Universidades e na Educação Física através de conteúdos referentes à dança e da educação pela proximidade e interação com o público.
Pela imensa aceitação atual do breaking nos meios educacionais, esportistas, midiático e de entretenimento, os futuros professores universitários vinculados a essa dança(EU) carregam um elemento de grande potencial, conteúdo e valia. Daí a importância do estudo dos mesmos.

Um comentário:

Anônimo disse...

haaaaaaaaaaaaaa, É ISSO AI, FAZENOD DO NOSSO JEITO !!
BBOY LAGARTIXA CUFA SINOP !!