16 de jul de 2008

Capoeiristas comemoram a homologação do IPHAN

Associação de Capoeira Lídio Filho se junta ao Hip Hop e promove ação na Praça União.

Por Fernanda Quevedo Favela Comunição

A Associação de Capoeira Lídia Filho (ACALF) de Sinop comemora a homologação do Iphan – Instituto de do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, na a qual a arte da capoeira passa a ser um bem cultural da natureza imaterial.


A associação coordenada por Renata Maluf, comemorará a homologação do jeito que lhe é mais característico: com roda de capoeira. A movimentação acontece integrada ao Hip Hop na Comunidade, evento promovido pela Central Única das Favelas, no dia 20 de julho, a partir das 14h00.

A ação envolve todas as pessoas que se sentem contempladas com a deliberação do IPHAN, uma vez que além de ser um patrimônio cultural, a arte da capoeira, também será contemplada com um sistema de Previdência Social, para os mestres da arte.

A ACALF, esta em Sinop desde 2000 e desenvolve a prática em vários outros estados. A associação, exemplo de luta e resistência conta com 30 integrantes em Sinop e atende em media 300 alunos por ano, estes oriundos de comunidades periféricas.

O coordenador da CUFA Sinop, Anderson Maciel, alegra-se com a participação da capoeira no Hip Hop na Comunidade, uma vez que este tipo de celebração vai ao encontro das atividades desenvolvidas pela organização em Sinop, ou seja, a contribuição no desenvolvimento humano de jovens por meio da arte negra
.

Nenhum comentário: