29 de mar de 2006

Único "falcão" sobrevivente é autorizado a sair da cadeia para trabalhar


RIO - O "falcão" Sérgio Cláudio de Oliveira Teixeira, o Serginho Fortalece, único personagem sobrevivente do documentário “Falcão - Meninos do Crime" vai poder sair da cadeia, durante o dia, para trabalhar. O juiz Carlos Augusto Borges, titular da Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Rio concedeu nesta terça-feira a progressão do regime fechado para o regime aberto, onde o detento sai durante o dia e volta para a casa de reclusão somente para dormir.
O Jovem Claudio Fortalece que acaba de deixar um presidido do rio começa a trabalhar hoje, quarta feira na Central Única das favelas . Na base da Cidade de Deus

Serginho foi preso pelo roubo de um celular e uma carteira com uso de violência e cumpria pena em regime fechado desde julho de 2004, tempo que representa um quarto do total da pena de 5 anos e 4 meses. A pena cumprida em regime fechado e o bom comportamento foram suficientes para que o apenado tivesse acesso ao benefício.
O ex-falcão foi encaminhado para a Casa de Albergado Crispim Valentino, local onde terá que dormir todas as noites e de onde poderá sair já a partir desta quarta-feira.
O rapaz, cujo sonho é ser palhaço, já recebeu ofertas de curso no circo de Beto Carreiro e na escola circense de Marcos Frota.

Um comentário:

Galdino disse...

O blog da Galera de SINOP
ta show de bola, vamo que vamo...
PAZ