25 de fev de 2008

Das livrarias para as prisões




Depois de ganhar as prateleiras das livrarias do Rio, Falcão – Mulheres e o Tráfico, obra que revela o lado feminino do crime organizado, será lançado em todo o Brasil, a partir de fevereiro.


Salvador faz pré-lançamento


Antes do lançamento oficial, a capital baiana faz o pré-lançamento do livro Falcão – Mulheres e o Tráfico com evento na Assembléia Legislativa de Salvador, no próximo dia 21, às 14h. Os rappers MV Bill e Nega Gizza têm participação garantida no pré-lançamento, que contará ainda com a presença do Ministro da Igualdade Racial, Edson Santos.


Já no Rio de Janeiro, mais especificamente no Talavera Bruce, o lançamento nacional será marcado por um evento que contará com a presença de Sandra de Sá, Elke Maravilha, Tarso Genro (Ministro da Justiça), Coronel César Rubens Monteiro de Carvalho (secretário de Administração Penitenciária), André Luiz de Azevedo Nascimento (diretor do presídio), Marina Maggessi (deputada federal), entre outros.


Em Falcão – Mulheres e o Tráfico, o objetivo dos autores MV Bill e Celso Athayde é levar pessoalmente as histórias das mulheres retratadas no livro às 26 capitais brasileiras. Mas, em vez da tradicional noite de autógrafos em livrarias, eles querem fazer o lançamento dentro de presídios femininos. Com o objetivo de mostrar a dura realidade das traficantes que inspiraram a obra, Bill e Athayde exibirão nas unidades trechos do documentário que leva o mesmo nome do livro.


Falcão – Mulheres e o Tráfico é um desdobramento de Falcão – Meninos do Tráfico, livro lançado em 2006 também pela editora Objetiva e pela Central Única das Favelas (CUFA). Entrevistando menores envolvidos com o crime organizado em todo o Brasil, MV Bill e Celso Athayde revelaram que a vida bandida desses “falcões” estava diretamente ligada às trajetórias de suas mães, filhas, irmãs, amigas, mulheres e namoradas.


Série de reportagens


Em outubro do ano passado, uma série de seis reportagens publicadas simultaneamente pelo EXTRA e pelo “O Globo” mostrou como é o recrutamento de mulheres pelo crime organizado no Rio e adiantou trechos do livro de Bill e Athayde. O trabalho também revelou que elas já representam 20% dos traficantes. As mulheres desempenham várias funções, incluindo comando de quadrilhas.


Entrevista


MV Bill – Rapper e Escritor

“Queremos debater com quem sofre o problema”


Como surgiu a idéia do lançamento nos presídios?


Essa é uma forma de levar a discussão sobre o assunto a todos os níveis. Nos presídios, poderemos chegar a um diálogo fora do eixo convencional. Já participei de muitos debates, mas levar a discussão para as mulheres nas carceragens é debater com quem sofre o problema na pele.


Vocês passarão por quais cidades?


Queremos ir a todas as capitais. Com certeza, estaremos nas cidades que têm bases da Central Única das Favelas, mas gostaríamos de chegar também àquelas onde a CUFA não está. Já estivemos em Sinop (MT) e, na semana passada, fomos a Goiânia (GO).


Como foram os debates nos presídios do Rio?


A primeira coisa que você nota é a vontade delas de lerem o livro. A maioria não tem o hábito de ler. Em muitos casos, “Falcão – Mulheres e o Tráfico” acaba sendo o primeiro livro delas.


Por: Gabriela Moreira – Jornal EXTRA – 27/01/2008 – Caderno Geral



Nenhum comentário: