25 de mar de 2008

Comunidades ganham voz através de pesquisa Pesquisa


encomendada pela CUFA mostra opiniões de moradores de favelas


Uma pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa Social (IBPS), a pedido da Central Única das Favelas (Cufa), montou uma verdadeira radiografia das condições de vida dos moradores das favelas cariocas.


Os entrevistados responderam a perguntas sobre moradia, educação, saúde, violência, ação policial e outras. O resultado descoberto foi a melhoria da qualidade de vida nas favelas, ainda que alguns pontos ainda deixem a desejar.


Segundo a pesquisa, quase a totalidade dos moradores afirma viver em favelas com rede elétrica (98%), água encanada (97%) e esgotamento sanitário (94%). A grande maioria informa viver em ruas asfaltadas (77%) e em casas com numeração própria (89%). Dos entrevistados, 77% dizem morar em imóveis próprios e 46% têm acesso a computador.


Outros dados também muito relevantes: 36% acham que quem vive na favela tem rendimentos iguais aos dos outros habitantes do Rio e 57%, que ganham menos. Apenas 3% acham que o morador da favela é miserável. Dos ouvidos, 42% acreditam que vivem na mesma condição social de moradores do asfalto. Outros 46% dizem viver em condição social inferior e 10% acham que vivem em péssimas condições.


Nenhum comentário: