15 de ago de 2006

Nota de Esclarecimento - SEBAR-MT

É com muito pesar! Que a organização da SEBAR – Mato Grosso vem informar a toda comunidade do basquete de Mato Grosso que a equipe VG Street não embarcou para o Rio de Janeiro.

O motivo?

Até neste exato momento 9:00 am de 15 de agosto de 2006 os integrantes da equipe Otavio Simplicio Kuhn, Gilberto Agrepino Costa Gomes, Flavio Henrique da Cruz Madia, Luiz Morelli Neto e Heverton da Silva não se manifestaram para equipe de produção do evento explicando o por quê da ausência no horário de embarque. Sendo que até o período das 18:00 do dia 10 de agosto a viagem da equipe estava confirmada (através de parecer e confirmação dos representantes Luiz Morelli Neto e Flávio Henrique da Cruz Madia) e as passagens estavam na sede da CUFA – Cuiabá prontas para serem retiradas por um representante da equipe.E mesmo assim, buscando ser prestativo e facilitar o processo para equipe VG Street um dos integrantes da produção da SEBAR Mato Grosso marcou de se encontrar com a equipe as 20:30 (do dia 10) no local de embarque para entregar as passagens que já estavam nominalmente marcadas, mas se deparou apenas com a presença do Ângelo Zancanaro (da equipe Opervan de Sinop que foi convidado pela equipe vencedora para participar dos jogos no Rio de Janeiro, com a autorização da organização da SEBAR) que também sem entender a ausência dos colegas que muito “grilado” retornou a sua cidade, apenas com a lembrança da possibilidade de disputar a Liga Brasileira de Basquete de Rua – LIBBRA- na cidade do Rio de Janeiro.Sendo, assim a organização CUFA Cuiabá através do Projeto Seletiva Estadual de Basquete de Rua – SEBAR Mato Grosso só tem a informar que :

Perde: Mato Grosso no campo esportivo por não ter nenhuma equipe representando o estado no maior evento brasileiro de basquete de rua;

Perde: a organização CUFA Cuiabá e todos seus apoiadores e patrocinadores que se planejaram e esforçaram financeiramente para comprar as passagens e premiar os vencedores da SEBAR com a viagem para o Rio de Janeiro a fim de fomentar o intercâmbio e qualificar o basquete de rua Mato Grossense.

Perde: a equipe VG Street pela oportunidade e experiência de crescerem em sua prática: o basquete. E para todos nós fica o ganho da lição, que o importante não é apenas fazer a melhor campanha, ser primeiro e ganhar prêmios e medalhas! Mas sim unir tudo o que foi citado com a grande palavra e atitude: RESPONSABILIDADE.

Um Salve a todos Streeteiros e até a SEBAR Mato Grosso de 2007! Com muito Hip-Hop e Basquete de Rua.

Um comentário:

? disse...

a passagem foi mocozada pros caras irem pro hutuzzzzzz me provem ao contrário
?